Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso profilático de antimicrobiano em leitões recém-nascidos e seus reflexos na comunidade microbiana fecal e no desempenho subsequente

Processo: 14/27182-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Anibal de Sant'Anna Moretti
Beneficiário:Anibal de Sant'Anna Moretti
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:André Furugen Cesar de Andrade ; Andrea Micke Moreno ; Simone Maria Massami Kitamura Martins
Assunto(s):Leitões  Microbioma gastrointestinal  Anti-infecciosos  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

A importância da colonização bacteriana precoce sobre a susceptibilidade do hospedeiro às doenças entéricas, sistêmicas e respiratórias tem levado ao crescimento da necessidade de estudos envolvendo a colonização bacteriana neonatal, associada à utilização de técnicas mais acuradas para caracterizar a microbiota do hospedeiro. O uso profilático dos antimicrobianos são frequentes na produção animal para a terapia de infecções entéricas ou respiratórias de origem bacteriana, contudo, pouco se conhece a respeito do impacto da administração destes sobre a microbiota fecal em leitões recém-nascidos e os reflexos no desempenho em fases subsequentes. Assim, o presente estudo tem como objetivo avaliar o uso profilático de ceftiofur longa ação em neonatos sobre a comunidade microbiana fecal e os reflexos no desempenho de leitões na fase de creche. As leitegadas de 12 fêmeas serão divididas em dois grupos, ceftiofur (CEF, n = 72) e grupo controle (CTR, n = 72). Os leitões dos grupos antibiótico receberão a droga por via intramuscular, no primeiro dia de vida e o grupo controle receberá pela mesma via uma dose de solução salina tamponada. Para cada grupo experimental será avaliada a ocorrência de infecções (entéricas, respiratórias ou de caráter sistêmico) durante a lactação e pós-desmame, o peso, ganho de peso diário, o consumo de ração, conversão alimentar e escore fecal. Será avaliada também a quantidade total de bactérias nas fezes através da citometria de fluxo e a variabilidade da microbiota fecal por meio da técnica sequenciamento de nova geração. Os dados de desempenho dos animais serão submetidos à análise de variância, empregando-se o programa SAS (2011). As hipóteses testadas serão consideradas significativas quando P < 0,05. (AU)