Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da fibrose miocárdica pela ressonância magnética cardíaca na estratificação prognóstica em Doença de Chagas

Processo: 14/17643-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Rochitte
Beneficiário:Carlos Eduardo Rochitte
Instituição Sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Barbara Maria Ianni ; Charles Mady ; Martino Martinelli Filho ; Tiago Senra Garcia dos Santos
Assunto(s):Prognóstico  Doença de Chagas  Fibrose endomiocárdica  Ressonância magnética nuclear 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Chagas | Fibrose | prognóstico | Ressonância magnética cardíaca | Ressonância Magnética Cardíaca

Resumo

Estudo retrospectivo incluindo 100 indivíduos portadores de sorologia positiva para Doença de Chagas que tenham realizado Ressonância Magnética Cardíaca (RMC) incuindo técnica de avaliação de fibrose miocárdica. A fibrose miocárdica será avaliada qualitativa e quantitativamente em todas as RMC, assim como múltiplos parâmetros cardíacos como: volumes ventriculares, função ventricular, massa ventricular, medidas de câmaras cardíacas, contratilidade regional pela técnica do tagging. Todos os pacientes terão seus prontuários eletrônicos e em papel revisados com intuito de registrar variáveis epidemiológicas, ecocardiográficas, eletrocardiográficas e de imagem para cálculo do escore de Rassi. Também serão registrados os eventosclínicos - morte, morte súbita revertida, transplante cardíaco, choque apropriado por cardioversor desfibrilador implantável - na evolução de todos os pacientes. O objetivo deste estudo é estabelecer o valor prognóstico da fibrose miocárdicaavaliada pela Ressonância Magnética Cardíaca em pacientes com sorologia positiva para doença de Chagas. O objetivo secundário deste estudo é caracterizar se a fibrose miocárdica avaliada pela RMC é fator de risco para morte independente e aditivo ao escore de Rassi nessa população.Finalmente, como sub-estudo, analisaremos a correlação espacial entre a fibrose miocárdica e a alteração regional da contratilidade identificada pelo tagging. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Uma nova visão do coração 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SENRA, TIAGO; IANNI, BARBARA M.; COSTA, ANA C. P.; MADY, CHARLES; MARTINELLI-FILHO, MARTINO; KALIL-FILHO, ROBERTO; ROCHITTE, CARLOS E.. Long-Term Prognostic Value of Myocardial Fibrosis in Patients With Chagas Cardiomyopathy. Journal of the American College of Cardiology, v. 72, n. 21, p. 2577-2587, . (14/17643-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.