Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da viabilidade da utilização do cateter totalmente implantado em membros de equinos

Processo: 15/21430-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2016 - 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Renata Gebara Sampaio Dória
Beneficiário:Renata Gebara Sampaio Dória
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças das articulações em animal  Perfusão  Cateteres  Equinos 

Resumo

Em casos de infecções ortopédicas em equinos, como artrite séptica, tenossinovite séptica, osteomielite e osteíte podal, o diagnóstico precoce e a escolha rápida e apropriada da terapia são essenciais. Atualmente, foi demonstrado que a perfusão regional intravenosa dos membros dos equinos é a modalidade terapêutica mais eficiente para o tratamento de infecções ortopédicas, sem efeitos adversos sistêmicos. No entanto, em muitos casos clínicos, repetidas perfusões regionais são necessárias para resolver infecções persistentes, e o encerramento prematuro destas costuma ocorrer devido à flebite ou perda do acesso venoso. Ressalta-se que perfusões regionais repetidas envolvem procedimentos anestésicos diários, resistência dos animais devido à dor no local das punções e dificuldade em se acessar os vasos devido à inflamação do ponto de punção. A canulação de veias periféricas com cateteres convencionais exige cuidado intensivo para prevenção de infecções e restrição de movimento do animal para evitar deslocamento do cateter. Atualmente, para que haja acesso fácil e prolongado ao sistema vascular, são utilizados na medicina humana cateteres totalmente implantáveis. O cateter totalmente implantável foi desenvolvido para ser implantado cirurgicamente em grandes vasos e, posteriormente, acessado, através da pele íntegra, por punção, a um dispositivo de administração (portal) que fica alojado no espaço subcutâneo. Apresenta grandes vantagens, como menor risco de infecção, menor risco de deslocamento e migração do cateter e custo reduzido do tratamento em longo prazo. Baseando-se nos resultados satisfatórios observados pela ampla utilização dos cateteres totalmente implantados na medicina humana, e buscando minimizar as complicações das perfusões regionais intravenosas repetidas em tratamentos prolongados de infecções ortopédicas, este estudo avaliará a viabilidade da manutenção do cateter totalmente implantado em membros de equinos. (AU)