Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação dos recursos da reserva técnica - 2015

Processo: 15/22421-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de dezembro de 2015 - 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Valdir Golin
Beneficiário:Valdir Golin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reserva técnica  Biotério 

Resumo

O plano de aplicação da RTI - 2015 está diretamente ligado a implantação do novo biotério da FCMSCSP. Este foi desenvolvido por uma comissão formada pela diretoria de nossa Instituição, juntamente com pesquisadores e profissionais da área. O departamento de Ciências Fisiológicas da faculdade ficará responsável pelo funcionamento do biotério que estará disponível para todo o corpo docente e discente da Instituição. A utilização da verba para este fim atende plenamente aos objetivos da FAPESP pois o espaço será destinado exclusivamente à pesquisa e beneficiará grande número de pesquisadores da instituição, incluindo seus alunos. O biotério é um local destinado à reprodução, manutenção e uso de animais para modelos biológicos e deverá obedecer a regras éticas bem definidas. Além disso, é um ambiente que requer condições específicas de limpeza, temperatura e alimentação para que possa fornecer relevância científica e confiabilidade aos experimentos. Apesar de o valor total para esta adequação suplantar o recurso disponível pela RTI, a obra poderá ser executada visto que a diferença será complementada pela FAVC (Mantenedora da FCMSCSP). Escolhemos utilizar a verba da RTI para a aquisição e instalação dos equipamentos de ar condicionado, exaustão e ventilação visto que esses aspectos são cruciais para o bom funcionamento do biotério. O controle de temperatura é um dos parâmetros mais importantes visto que oscilações poderão comprometer respostas fisiológicas e comportamentais dos animais. Além disso, por se tratar de um ambiente fechado e gerador de odores ofensivos aos usuários e aos próprios animais. (AU)