Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel da utilização de códons na co-evolução dos sistemas Coronaviridae: hospedeiros aviários / mamíferos

Processo: 15/17889-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2015 - 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Brandão
Beneficiário:Paulo Eduardo Brandão
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Karin Corrêa Scheffer Ferreira ; Rafael de Novaes Oliveira
Assunto(s):Virologia  Infecções por Coronavirus  Gammacoronavirus  Códon  Filogenia molecular  Evolução molecular  Mamíferos  Aves  Interações entre hospedeiro e microrganismos 

Resumo

Coronavírus (Nidovirales: Coronaviridae: Coronavirinae) utilizam uma ampla diversidade de hospedeiros mamíferos e aviários, tendo evoluído com ancestrais dos mesmos há pelo menos 293 milhões de anos, levando a diversos tipos de relação vírus-hospedeiros como processos patológicos de trato respiratório, reprodutivo, entérico e urinário, ou infecção assintomática como em Quirópteros, estes últimos sendo alvo das mais recentes pesquisas evolutivas e epidemiológicas em coronavírus. A co-evolução do sistema coronavírus-hospedeiros é amplamente conhecida em termos de filogenia, genética de populações em quase-espécies e em termos de patogenia celular, resposta imune, receptores e transmissão, mas estudos baseados em utilização de codons são extremamente escassos. Neste sentido, os objetivos deste Projeto de Pesquisa são medir a utilização de códons para genes de proteínas não-estruturais e estruturais de espécies de coronavírus em relação aquela encontrada em diversos sítios de replicação dos mesmos em hospedeiros mamíferos e aviários, definir as forças evolutivas que moldam a utilização de códons em Coronavirinae e estudar de modo comparado os regimes de seleção em Coronavirinae tendo como unidades de seleção tanto códons quanto nucleotídeos. Pretende-se com isto contribuir para o aprofundamento no entendimento da co-evolução molecular coronavírus-hospedeiros, permitindo a predição de adaptação de novos coronavírus a diferentes hospedeiros, bem como validar métodos de filogenia molecular baseada em códons para aplicação em outros sistemas vírus-hospedeiros. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRANDAO, PAULO EDUARDO. Could human coronavirus OC43 have co-evolved with early humans?. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, v. 41, n. 3, p. 692-698, JUL-SEP 2018. Citações Web of Science: 0.
Could human coronavirus OC43 have co-evolved with early humans?. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, n. ahead, p. -, 2018.
BRANDAO, PAULO E.; AYRES, GISELLE R. R.; TORRES, CAROLINA A.; VILLARREAL, LAURA Y. B.; HORA, ALINE S.; TANIWAKI, SUELI A. Complete Genome Sequence of a Brazil-Type Avian coronavirus Detected in a Chicken. MICROBIOLOGY RESOURCE ANNOUNCEMENTS, v. 4, n. 5 SEP-OCT 2016. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.