Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência política do empresariado de São Paulo: comparando as estratégias e os impactos políticos dos setores agrícola e industrial

Processo: 15/20184-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 02 de maio de 2016 - 01 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Wagner Pralon Mancuso
Beneficiário:Wagner Pralon Mancuso
Pesquisador visitante: Mahrukh Doctor
Inst. do pesquisador visitante: University of Hull, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Políticas públicas  Manobras políticas 

Resumo

Este projeto de pesquisa visa a estudar o empresariado como ator político no estado de São Paulo. Mais especificamente, visa a estudar a influência do empresariado paulista - tanto no setor industrial, quanto no setor agrícola - sobre o processo de elaboração de políticas públicas de nível federal entre 2003 e 2014. Este período cobre os três primeiros mandatos de presidentes do Partido dos Trabalhadores (PT), isto é, Lula I, Lula II and Dilma I. O projeto de pesquisa examinará a articulação de interesses e a ação coletiva empresarial sobre importantes questões de políticas públicas, analisando não apenas o comportamento de associações empresariais que representam os setores industrial e agrícola como um todo (isto é, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP - e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo - FAESP), mas também o comportamento de associações que representam os sub-setores da atividade industrial e agrícola que são mais importantes para a economia paulista. Este projeto de pesquisa é uma colaboração entre a Professora Mahrukh Doctor (University of Hull, UK; pesquisadora visitante no IRI-USP) e o Professor Wagner Mancuso (professor, pesquisador e orientador credenciado no IRI-USP). As principais questões de pesquisa são: (i) Em que medida os sucessos/fracassos empresariais são um reflexo de suas capacidades de ação coletiva, de suas estratégias políticas e de seus modos de interação com o estado? (ii) Em que medida arranjos institucionais, processos de "policy-making" e capacidades estatais também são fatores determinantes da influência empresarial e do impacto desse setor sobre as políticas públicas? Os principais objetivos da pesquisa são: (i) compreender as oportunidades de impacto para o empresariado sobre o processo de policy-making e os resultados de políticas públicas em nível nacional; (ii) avaliar a importância relativa de atividades de lobbying e de financiamento de campanhas eleitorais; (iii) comparar estratégias bem sucedidas de influência política realizadas pelos setores industrial e agrícola (bem como por seus principais sub-setores) e (iv) avaliar como a ação coletiva empresarial pode contribuir para políticas de promoção do desenvolvimento econômico e para decisões de investimento. (AU)