Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do efeito do ultrassom nas bioincrustações sobre substratos artificiais em ambientes aquáticos

Processo: 14/23981-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Julio Cezar Adamowski
Beneficiário:Julio Cezar Adamowski
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Marco Aurélio Brizzotti Andrade ; Nilson Noris Franceschetti ; Rubens Mendes Lopes
Assunto(s):Ultrassom  Bioincrustação  Cavitação  Recifes de corais 

Resumo

Esse projeto trata do estudo do efeito do ultrassom nas bioincrustações que se formam em substratos artificiais em ambientes aquáticos, visando fornecer subsídios para o desenvolvimento de equipamentos de prevenção e controle. O foco do estudo será em dois grupos taxonômicos de interesse para pesquisas sobre bioincrustação: (i) o coral-sol (Tubastraea spp.), gênero de coral exótico não hermatípico originário do Pacífico, encontrado sobre plataformas e outras estruturas no sudeste e nordeste do Brasil; e (ii) cirripédios (cracas), que são os organismos incrustantes mais comuns e persistentes em cascos de embarcações e plataformas marinhas. Serão conduzidos ensaios de campo para avaliar a influência do uso do ultrassom sobre os níveis de incrustação dos grupos taxonômicos citados, utilizando-se placas de substrato para avaliar as influências da frequência de operação, da pressão acústica, da potência média aplicada e da distância da fonte de ultrassom aos pontos monitorados ao longo da superfície do substrato. Essas avaliações serão realizadas através do mapeamento do campo acústico e, das imagens das placas, obtidas periodicamente. Para os experimentos em campo serão montados equipamentos para geração de ondas de ultrassom que atendam às condições do ambiente, alimentados eletricamente por baterias. Adicionalmente, experimentos de laboratório avaliarão as relações de causa e efeito entre o tratamento com ultrassom sob diferentes condições, incluindo cavitação acústica, e as respostas biológicas relacionadas ao assentamento larval em substratos não colonizados e à mortalidade de indivíduos previamente incrustados. A distribuição de pressão acústica no interior do tanque experimental será medida com um hidrofone calibrado. A pressão acústica no volume de controle será monitorada durante os experimentos com hidrofones a serem construídos no projeto. Em ensaios preliminares realizados na base do IO em Ubatuba foi possível determinar uma configuração básica dos experimentos usando um volume de controle de aproximadamente 50 mL. Nos ensaios de assentamento e mortalidade serão obtidas imagens periódicas utilizando uma câmera digital. Para avaliar a influência da aplicação do ultrassom no assentamento das larvas está previsto o uso de duas câmeras de alta taxa de amostragem que serão montadas de forma ortogonal entre si para a visualização de um volume conhecido, a ser posicionado sobre o centro da placa-teste contendo o transdutor na base do tanque, emitindo ultrassom sobre o volume de controle. Imagens focalizadas e de alta resolução serão obtidas neste volume, para o registro do deslocamento tridimensional das larvas em reação ao tratamento com o ultrassom, de acordo com o campo acústico mapeado, e na ausência deste. As larvas serão obtidas a partir da desova de comunidades incrustantes naturais ou de populações adultas mantidas em laboratório pelo tempo de duração dos experimentos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)