Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de kit de imunocromatografia para erliquiose canina, utilizando a proteína recombinante p30

Processo: 15/01079-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Márcia Mariza Gomes Jusi
Beneficiário:Márcia Mariza Gomes Jusi
Empresa:Immunodot Indústria e Pesquisa de Produtos para Diagnóstico Ltda. - ME
Município: Jaboticabal
Pesq. associados:Rosangela Zacarias Machado
Bolsa(s) vinculada(s):16/11259-3 - Desenvolvimento de kit de imunocromatografia para erliquiose canina, utilizando a proteína recombinante p30, BP.PIPE
15/24966-7 - Desenvolvimento de kit de imunocromatografia para erliquiose canina, utilizando a proteína recombinante p30, BP.PIPE
Assunto(s):Erliquiose canina  Ehrlichia canis  Técnicas de diagnóstico animal  Imunocromatografia  Testes sorológicos  Kit de reagentes para diagnóstico 

Resumo

A erliquiose monocítica canina, também conhecida como doença do carrapato, é uma doença infecto-contagiosa causada pela bactéria intracelular Ehrlichia canis. Esta doença é de grande importância na Medicina Veterinária, tendo em vista a sua distribuição global, e a sua alta prevalência principalmente nas regiões tropicais e subtropicais. Além da prevalência desta doença estar aumentando significativamente em várias regiões do Brasil, atualmente sabe-se que pode ser transmitida aos humanos. O diagnóstico da erliquiose monocítica canina na fase aguda possibilita o tratamento precoce e melhora o prognóstico, entretanto, o diagnóstico clínico é prejudicado pelos sintomas inespecíficos. O exame realizado em esfregaços sanguíneos permite a detecção direta da bactéria, porém, na maioria dos casos de infecção natural esse método não é confiável devido ao pequeno número de células que são infectadas e, portanto, dificilmente encontradas. Sendo assim, testes sorológicos propiciam um diagnóstico mais sensível. A pesquisa de anticorpos específicos anti-E. canis no soro pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) é considerado padrão ouro. Atualmente há kits comerciais importados como Immunocomb-BIOGAL, o FasTest Ehrlichia canis ad us. vet. e o SNAP 3Dx (Idexx). O objetivo deste trabalho é desenvolver e validar um kit de diagnóstico imunocromatográfico rápido para detecção de anticorpos IgG anti-p30 de E. canis no soro de cães, originalmente brasileiro que contribuiria na rapidez de diagnóstico, assim como na diminuição do custo do produto. E, por ser de rápida e fácil execução, poderá ser realizado pelos próprios veterinários em suas clínicas. Portanto, acreditamos que o desenvolvimento deste kit terá ampla aceitação de mercado, uma vez que se trata de uma doença de alta incidência. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.