Busca avançada
Ano de início
Entree

Inovação tecnológica em restauração florestal e quantificação de custos e eficiência comparado com metodologias tradicionais

Processo: 15/15844-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:André Gustavo Nave
Beneficiário:André Gustavo Nave
Empresa:NBL Engenharia Ambiental Eireli
Município: Piracicaba
Pesq. associados:Pedro Henrique Santin Brancalion ; Ricardo Ribeiro Rodrigues
Bolsa(s) vinculada(s):16/14273-7 - Determinação de custos operacionais de restauração florestal e comparação de resultados em diferentes metodologias mais usadas atualmente, BP.TT
Assunto(s):Restauração florestal  Proteção florestal  Adubação  Semeadura  Plantas nativas  Mata Atlântica  Amazônia Brasileira  Redução de custos 

Resumo

O desenvolvimento de tecnologia em restauração florestal é uma ciência de longo prazo que vem sendo desenvolvida principalmente para os Biomas Amazônia e Mata Atlântica no Brasil, nos últimos 40 anos. A reconstrução de uma floresta nativa e desenvolvimento de todos os processos ecológicos associados não depende apenas da interferência humana e principalmente demora a apresentar resultados consistentes. A partir desses resultados cabe ainda aos pesquisadores aprimorar as técnicas desenvolvidas, tanto quanto ao prazo de cumprimento dos objetivos como na redução dos custos associados a essas técnicas, visando à sua aplicação em larga escala. Nas últimas décadas as metodologias de restauração ecológica se modificaram bastante com o objetivo de serem mais eficientes e menos onerosas para o restaurador. No entanto, até o momento, não há comparações sistemáticas entre as metodologias que estão sendo mais utilizadas atualmente e tecnologias inovadoras como a semeadura direta das espécies nativas. Existem apenas algumas estimativas de custos baseadas nos valores de mercado de forma muito generalizada. Também não existe clareza sobre a eficiência das metodologias adotadas em termos de restauração dos processos ecológicos dentro do prazo que duram a implantação e a manutenção da área, que é relativamente curto (2 ou 3 anos). Essa proposta tem como objetivo quantificar e valorar todas as operações de plantio e manutenção de áreas implantadas, além de avaliar e monitorar a restauração dos processos ecológicos dessas florestas em ambientes com alta resiliência e ambientes sem resiliência, através da implantação de um experimento contendo 12 tratamentos que envolvem diversas metodologias de restauração. Os resultados irão mostrar quais metodologias apresentam o melhor custo/benefício e como isso pode ser usado ou recomendado para as diferentes situações ambientais na paisagem que se pretende restaurar. Estes resultados irão impulsionar a cadeia produtiva da restauração ecológica como um todo, desde a prestação de serviços de elaboração dos projetos pela empresa proponente, como no aumento da abrangência de áreas restauração florestal implantadas devido aos custos comprovadamente mais acessíveis e, portanto, impactando positivamente os ecossistemas brasileiros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Empresa busca tecnologias de restauração florestal mais econômicas  
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.