Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema de retenção de carga difusa em dispositivos de captação de água de chuva

Processo: 15/15961-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Juliana Caroline de Alencar da Silva
Beneficiário:Juliana Caroline de Alencar da Silva
Empresa:Agesan Arquitetura e Engenharia Ltda
Município: São Paulo
Pesq. associados: Julio Fernandes Gonçalves
Assunto(s):Captação de recursos hídricos  Recursos hídricos  Água pluvial  Qualidade da água  Drenagem sanitária  Bacia hidrográfica  Poluição difusa 

Resumo

Com a consolidação do saneamento em algumas bacias urbanas, um novo desafio surge, a recuperação de corpos d'água. O que a princípio parece ser uma consequência do processo, na realidade se mostra uma tarefa muito mais complexa e que envolve diversos fatores, tornando o processo de recuperação lento e dispendioso. A preocupação com a poluição por carga difusa já é um assunto muito estudado em locais onde a poluição por cargas pontuais já possui um controle efetivo, mas este assunto ainda é um grande desafio em países como o Brasil, onde o controle da carga pontual ainda não constitui uma realidade palpável. A urbanização traz consigo diversos desafios, e dentre eles o manejo da água do urbano se destaca por englobar aspectos de diversas áreas do conhecimento e, portanto, demanda soluções multidisciplinares. A concepção dos sistemas de drenagem no Brasil se deu de forma a priorizar soluções que visavam o controle das inundações, sem pensar na saúde dos corpos d'água, e a consequência desse processo é a degradação dos corpos d'água. Frente a este cenário, é notória a necessidade de novas soluções para os sistemas de drenagem atuais e futuros, que incorporem à concepção usual novas funcionalidades, como é o caso do controle da carga difusa que é aportada para o corpo d'água pelo escoamento superficial nas bacias hidrográficas. O presente projeto de pesquisa vem em resposta a esta necessidade, propondo um dispositivo para controle de cargas difusas a ser incorporado nos dispositivos coletores de água de chuva em sistemas de drenagem. Atualmente existem algumas iniciativas para controle destas cargas em bocas de lobo, no entanto tais dispositivos são estruturas simplificadas que somente realizam a retenção de material de grande granulometria, que constituem apenas uma parcela da carga difusa, deixando ainda ser levado para o corpo d'água a parcela de pequena granulometria, que carrega a parte mais significativa dos poluentes, pois está impregnada de metais, óleos, graxas e outros contaminantes de difícil remoção quando presentes nos corpos d'água. O projeto de pesquisa propõe a montagem de um pré-protótipo para testar o emprego da retenção da carga difusa em duas fases, a primeira através de um cesto que reterá material grosseiro, constituído em sua grande maioria por materiais recicláveis; e a segunda através do emprego de uma manta geotêxtil, que atuará como filtro da parcela de pequena granulometria. Espera-se com isso verificar a viabilidade técnica do produto, resultando na proposta de um produto que venha auxiliar no controle de resíduos em bacias hidrográficas. Os principais desafios esperados são os envolvidos na concepção e montagem do pré-protótipo, bem como na escolha da manta geotêxtil que equalize as necessidades de retenção de resíduos no dispositivo sem que haja o comprometimento da função de controle de inundações; além disso outro desafio é o de convencer o público alvo das vantagens da adoção do sistema. A AGESAN, situada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (CIETEC), através de seus sócios, possui ampla experiência em infraestrutura urbana, desenvolvendo trabalhos inovadores relacionados a otimização de sistemas urbanos. (AU)