Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação do estado redox em cloroplastos de Eucalyptus grandis por estímulo de CO2

Processo: 15/23354-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de março de 2016 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Tiago Santana Balbuena
Beneficiário:Tiago Santana Balbuena
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas  Proteômica  Cloroplastos vegetais  Eucalipto  Dióxido de carbono  Estresse oxidativo 

Resumo

Segundo o último relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), a concentração atmosférica de CO2 poderá atingir um valor médio global de 985 ppm no ano de 2100. Plantas que possuem fotossíntese do tipo C3 tendem a ter o crescimento favorecido frente a esse novo cenário. Contudo, a indução do metabolismo de fixação de carbono atmosférico pode alterar a atividade e expressão das enzimas relacionadas à cadeia de transporte de elétrons, resultando em geração de maior quantidade de espécies reativas de oxigênio. A presente proposta visa avaliar a modulação do estado redox em cloroplastos de Eucalyptus grandis, frente ao estímulo fotossintético induzido por crescimento em atmosfera enriquecida por CO2. Serão utilizadas estratégias proteômicas para monitorar a expressão dos genes que codificam as proteínas envolvidas na assimilação de carbono e aquelas envolvidas no controle e resposta ao estresse oxidativo. Paralelamente, serão realizadas avaliações fenotípicas quanto ao acúmulo de carboidratos em folhas e atividade de enzimas antioxidantes. Ao final do projeto, espera-se responder às seguintes perguntas: 1) como a expressão dos genes envolvidos na assimilação de carbono responde ao incremento de CO2 atmosférico? 2) de que forma o aumento da disponibilidade de CO2 pode induzir o estresse oxidativo? e 3) quais são os genes preferencialmente expressos na resposta antioxidante induzida por CO2? (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BALDASSI, AMANDA CRISTINA; DOS SANTOS, BRUNA MARQUES; BALBUENA, TIAGO SANTANA. Carbon dioxide induces minor antioxidant responses in Eucalyptus urophylla chloroplasts. TREES-STRUCTURE AND FUNCTION, v. 32, n. 5, p. 1481-1485, OCT 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.