Busca avançada
Ano de início
Entree

Variações nas características hidrográficas do Mar da China nos últimos 400 mil anos - implicações paleoceanográficas e paleoclimáticas

Processo: 15/11832-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2016 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Pesquisador responsável:Rubens Cesar Lopes Figueira
Beneficiário:Rubens Cesar Lopes Figueira
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Andreza Portella Ribeiro ; Michel Michaelovitch de Mahiques ; Renata Hanae Nagai ; Silvia Helena de Mello e Sousa
Assunto(s):Quaternário  Foraminifera  Paleoceanografia  Geoquímica 

Resumo

Os estudos paleoceanográficos no Mar Sul da China (South China Sea - SCS) iniciaram em 1999 com a Expedição 184 do Ocean Drilling Program (ODP leg 184). Esta bacia marginal tem fornecido, desde então, registros sedimentares marinhos de alta resolução, aplicados na compreensão de conexões entre ciclos glaciais/interglaciais e processos biogeoquímicos, associados a interações oceano-continente-atmosfera, principalmente relacionadas com o Sistema de Monção Leste Asiática. Apesar da existência de grande número de estudos paleoceanográficos e paleoclimáticos no SCS, há uma lacuna no conhecimento de processos oceanográficos de mar profundo e no acoplamento entre processos oceanográficos superficiais e o mar profundo. Dentro desse contexto, essa proposta tem como objetivo principal investigar mudanças nas condições superficiais e de mar profundo do SCS durante ciclos glaciais/interglaciais do Quaternário Superior, com base em registros sedimentares marinhos coletados na Expedição 349 - South China Sea Tectonics do IODP. Para isso, propõem-se (i) criar uma base cronoestratigráfica robusta para todos os trabalhos futuros no Quaternário Superior que venham a utilizar esse material coletado pela Expedição 349, através da obtenção de dados de composição isotópica de foraminíferos bentônicos (´18O) e Th-230; e (ii) reconstituir variações nas condições hidrográficas do SCS nos últimos 400 mil anos, com base na composição isotópica e de elementos traço de testas de foraminíferos planctônicos e bentônicos. (AU)