Busca avançada
Ano de início
Entree

Jornalismo e esfera pública política: monitoramento crítico das liberdades de comunicação e outros princípios da imprensa livre no Brasil

Resumo

Este projeto tem por finalidade desenvolver linha de estudos no grupo de pesquisa Jornalismo, Direito e Liberdade, grupo transdisciplinar recém registrado no Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes e no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. A linha de pesquisa é intitulada "Monitoramento crítico da Legislação sobre imprensa no Brasil e sobre o dever do Estado de informar". Esta linha procura dar continuidade às minhas investigações e de meus orientandos sobre discursos a respeito de direitos humanos em meios de comunicação, embora agora num grupo maior e com enfoque no monitoramento de princípios éticos e profissionais do jornalismo e das normas jurídicas que regulam a comunicação social e a comunicação pública, incluídas aí as liberdades de informação, de comunicação e de imprensa e seus respectivos deveres na comunicação social e pública. A metodologia avança os estudos prévios do doutorado e pós-doutorado realizados na Universidade de São Paulo, com estágios na Universidade J. W. Goethe de Frankfurt e a Universidade de Nottingham, realizando análises de conteúdos publicados na imprensa e em canais de comunicação estatal, a partir critérios normativos pressupostos em discursos informativos e econômicos, morais-políticos e culturais e expressivos. São analisados discursos publicados em veículos de formatos impressos, digitais, televisão e outros. As bases teóricas do projeto são clássicos das teorias da comunicação, do jornalismo e da esfera pública como as obras de Lippmann, Koselleck e Habermas, em diálogo com a literatura nacional e internacional sobre o tema, com trabalhos de Rainer Forst, Klaus Günther Julian Petley, Des Freedman, Wilson Gomes, Rousiley Maia, Venício de Lima e Mayra Rodrigues Gomes, entre outros. O projeto parte da hipótese de que análises de discursos de atores sociais e estatais na imprensa sobre liberdades de comunicação, padrões normativos do jornalismo e do dever do Estado de informar, podem dar acesso às características principais da legitimação desses princípios pela sociedade. Com essas análises, poderemos fornecer diagnósticos da esfera pública brasileira, distinguindo o emaranhado das pretensões e problematizações que atores sociais e estatais vociferam em torno do jornalismo e das liberdades de comunicação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)