Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da lesão medular na qualidade da microarquitetura, resistência mecânica e metabolismo do tecido e calo ósseo de ratos paraplégicos. serão os agentes farmacológicos, mecânicos e físicos capazes de melhorar a qualidade desses eventos biológicos?

Processo: 15/22126-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Ariane Zamarioli
Beneficiário:Ariane Zamarioli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:José Batista Volpon
Assunto(s):Consolidação da fratura  Terapia por ultrassom  Traumatismos da medula espinal  Osso e ossos  Suporte de carga  Fármacos  Ortopedia 

Resumo

A lesão medular (LM) é uma condição que interfere de maneira significativa na qualidade e reparo do tecido ósseo. Objetivo: investigar o efeito da LM na qualidade do tecido ósseo e na consolidação de fraturas ósseas de ratos paraplégicos, tratados ou não com agentes farmacológicos, ortostatismo e ultrassom. Materiais e Métodos: 96 ratos serão distribuídos em 6 grupos: (1) CON+FRAT: ratos normais submetidos à fratura; (2) LM+FRAT: ratos com LM e fratura; (3) LM+FRAT+ALE: ratos com LM, fratura e alendronato; (4) LM+FRAT+PTH: ratos com LM, fratura e PTH; (5) LM+FRAT+OT: ratos com LM, fratura e ortostatismo e; (6) LM+FRAT+US: ratos com LM, fratura e ultrassom. A secção completa da medula espinhal será realizada em nível T10 (grupos LM). No grupo CON a medula apenas será exposta. Após 21 dias, a fratura será realizada na diáfise do fêmur pelo método fechado, com posterior fixação intramedular. O processo de consolidação será acompanhado por 14 dias. Os animais dos grupos PTH e ALE receberão os fármacos por via subcutânea, 5x/semana. Os animais do grupo OT e US serão submetidos ao ortostatismo e à terapia por ultrassom por 20 minutos, 5x/semana. As análises serão: microscopia óptica de luz; microCT; imunoistoquímica; PCR em tempo real; análise da densidade mineral óssea; ensaio mecânico e análise sérica dos marcadores de formação e reabsorção óssea e das adipocinas. Os resultados propiciarão conhecer os mecanismos envolvidos na perda de massa óssea e na alteração do processo de consolidação óssea em animais paraplégicos, bem como avaliarão os efeitos de agentes farmacológicos, mecânicos e físicos na qualidade desses tecidos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUTEZLOFF, MARIANA M.; VOLPON, JOSE B.; XIMENEZ, JOAO P. B.; ASTOLPHO, KELLY; CORRELO, VITOR M.; REIS, RUI L.; SILVA, RAQUEL B.; ZAMARIOLI, ARIANE. Gene expression changes are associated with severe bone loss and deficient fracture callus formation in rats with complete spinal cord injury. SPINAL CORD, v. 58, n. 3, p. 365-376, MAR 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.