Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da função mitocondrial nas variantes constitucionais do crescimento e puberdade

Processo: 15/25847-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2016 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Longui
Beneficiário:Carlos Alberto Longui
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Daiane Beneduzzi de Deus ; Nadja Cristhina de Souza Pinto
Assunto(s):Mitocôndrias  DNA mitocondrial  Medicina molecular 

Resumo

O Retardo Constitucional do Crescimento e Puberdade (RCCP) associa estatura abaixo do padrão genético familiar, velocidade de crescimento inferior à média esperada para sexo e idade e retardo da maturação esquelética. Por outro lado alguns indivíduos apresentam crescimento somático e maturação puberal mais rápidos que a média da população, padrão denominado Aceleração Constitucional do Crescimento e Puberdade (ACCP). Pacientes com RCCP apresentam balanço energético negativo, enquanto pacientes com ACCP possuem balanço energético positivo. Metabolismo celular, crescimento e balanço energético estão relacionados à eficiência mitocondrial, portanto, a função mitocondrial pode estar relacionada à velocidade de crescimento durante a infância e adolescência. Desta forma, o objetivo do projeto é analisar a função mitocondrial nos pacientes com RCCP e ACCP, bem como associar as variantes identificadas ao longo do mtDNA com as variantes do crescimento e puberdade. Como estratégia de pesquisa, utilizaremos o equipamento XFe Extracellular Flux Analyzers que é capaz de mensurar simultaneamente as duas principais vias de produção de energia da célula - respiração mitocondrial e glicólise - em uma microplaca, em tempo real. Em paralelo o DNA desses pacientes será submetido ao sequenciamento do genoma mitocondrial afim de identificar possíveis variantes no mtDNA que possam estar relacionados com o déficit energético. Desta forma, pretendemos estabelecer novas linhas de pesquisa e metodologias, visando o conhecimento genético, molecular e celular da mitocôndria permitindo o avanço nas investigações a respeito das variações do crescimento e puberdade. (AU)