Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos sobre a melatonina na função e qualidade de complexos cumulus-oócitos bovinos

Processo: 15/20379-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Cláudia Lima Verde Leal
Beneficiário:Cláudia Lima Verde Leal
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Maturação in vitro  Receptores  Melatonina  Estresse oxidativo  Inativação gênica 

Resumo

A produção in vitro (PIV) de embriões em bovinos é uma importante ferramenta na produção animal e para o melhoramento genético dos rebanhos, o que na economia brasileira tem importância particular dado o peso do rebanho bovino para o mercado interno e externo. Além disso, o Brasil é o maior produtor mundial de embriões bovinos de PIV. Apesar disso, a PIV ainda apresenta desafios, visto que a produção ainda está aquém do desejável e os embriões ainda têm menor qualidade e capacidade de suportar a criopreservação. Assim ainda há necessidade de melhorias ao processo e a melhor compreensão dos fatores envolvidos na eficiência da técnica é essencial para o seu aprimoramento. Dos diversos fatores que podem interferir nos resultados da PIV, a etapa de maturação in vitro (MIV) durante a PIV tem papel relevante. O processo de maturação oocitária tem impacto na qualidade e competência do oócito e no desenvolvimento embrionário subsequente. A melatonina é um hormônio com diversas funções, que além de ter atividade antioxidante e antiapoptótica, também é capaz de influenciar diferentes vias de sinalização celular. Recentemente (processo 2010/18023-9) observamos que a melatonina está presente no fluido folicular bovino (Coelho et al, 2013) e que durante a MIV ela estimula a retomada da maturação nuclear e a maturação citoplasmática (produção de embriões PIV) em níveis similares ao do FSH. Além disso, influenciou a expressão de genes de enzimas antioxidantes e reduziu os índices de apoptose em células do cumulus (CC), mostrando ter efeitos não só sobre o oócito (OO) como sobre suas células do cumulus (Valerino da Cunha, 2014). Como essas células são essenciais para o desenvolvimento oocitário, propomos estudar a influência do receptor de melatonina (MT1) nas funções das mesmas. A investigação do papel do MT1 será realizada por silenciamento gênico usando RNA de interferência (siRNA). Nesse estudo serão avaliados: 1) o perfil de expressão temporal do MT1 nas CC ao longo da MIV para determinar o melhor momento para o silenciamento; 2) as condições de lipofecção (tempo de exposição e concentração do lipofector) das CC em complexos cumulus-oócitos (CCOs) durante a MIV; 3) o efeito da perda de função do MT1 nas CC sobre expansão, expressão dos genes antioxidantes (SOD1 e SOD2) e índice de apoptose nas CC e 4) as consequências sobre os oócitos, em relação às taxas de maturação nuclear, níveis de espécies reativas de oxigênio (ROS) e competência para o desenvolvimento após fecundação in vitro (FIV). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAVALLARI, FERNANDA DE CASTRO; VERDE LEAL, CLAUDIA LIMA; ZVI, ROTH; HANSEN, PETER J. Effects of melatonin on production of reactive oxygen species and developmental competence of bovine oocytes exposed to heat shock and oxidative stress during in vitro maturation. ZYGOTE, v. 27, n. 3, p. 180-186, JUN 2019. Citações Web of Science: 1.
BOTIGELLI, RAMON CESAR; RAZZA, EDUARDO MONTANARI; PIOLTINE, ELISA MARIANO; FONTES, PATRICIA KUBO; LANCELLOTTI SCHWARZ, KATIA REGINA; VERDE LEAL, CLAUDIA LIMA; GOUVEIA NOGUEIRA, MARCELO FABIO. Supplementing in vitro embryo production media by NPPC and sildenafil affect the cytoplasmic lipid content and gene expression of bovine cumulus-oocyte complexes and embryos. REPRODUCTIVE BIOLOGY, v. 18, n. 1, p. 66-75, MAR 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.