Busca avançada
Ano de início
Entree

Versos para os pequeninos, de João Köpke: estudo sobre um manuscrito inédito

Resumo

Trata-se de solicitação para publicação, em livro, de minha tese de livre docência, na área "Conhecimento e Linguagem, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas- Unicamp, defendida em 2014. Na pesquisa - reorganizada para publicação em livro comercial - apresentamos e descrevemos Versos para os pequeninos, manuscrito inédito, escrito de próprio punho por João Köpke (1852-1926) e que faz parte do acervo pessoal da família Köpke. Percorremos dois tipos de interesse investigativos: 1. como um objeto manuscrito, considerando que sua materialidade: o formato, tamanho da letra, a cor e o tipo de tinta utilizados, a disposição do texto verbal e visual no espaço em branco da página, o tipo e tamanho do papel, suporte do texto, instrumento de escrita, entre outros;2. como um objeto cultural, mais especificamente em seus modos de produção, recepção e circulação, previstos e pressupostos a partir de alguns indícios possíveis de serem interpretados. Situamos Versos para os pequeninos no contexto da produção para crianças no período em que ele se encontra circunscrito e no contexto das próprias obras publicadas por João Köpke. Destacamos sua singularidade como bastante distinta da produção impressa de João Köpke, produzida para atender à demanda do mercado editorial (nicho escolar) e da posição que ocupava esse autor naquele momento no cenário intelectual e educacional, no final do século XIX e início de XX. Concluímos que esse manuscrito constitui-se em um gênero discursivo pouco explorado na história da leitura e dos livros. (AU)