Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das condições de lubrificação e perda de potência em juntas lubrificadas de mecanismos

Processo: 15/20036-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Pesquisador responsável:Gregory Bregion Daniel
Beneficiário:Gregory Bregion Daniel
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Controle de máquinas  Mancais  Lubrificação 

Resumo

A necessidade em obter maior produção, menor consumo de energia e menor emissão de poluentes representa fatores típicos de interesse no desenvolvimento de máquinas e equipamentos. Por esse motivo, a busca por maquinários mais eficientes tem se acentuada nos últimos anos, ora visando uma maior produtividade, ora por necessidade em satisfazer as normas reguladoras de consumo e emissão. Diante disso, estudos relacionados à identificação das principais causas de perda de potência e, consequentemente, ao desenvolvimento de meios que possam reduzir essas perdas tem se tornado de grande valia para o setor industrial. O presente projeto de pesquisa está inserido neste contexto, cujo tema está relacionado ao estudo e análise de juntas lubrificadas, que representam um par cinemático susceptível a elevadas perdas de potência. Este projeto de pesquisa tem por objetivo analisar as condições de lubrificação e avaliar as perdas de potência em juntas lubrificadas, possibilitando assim verificar sua influência no comportamento dinâmico do mecanismo. Para isso, modelos de lubrificação devem ser desenvolvidos de forma a representar as condições de lubrificação presentes em juntas lubrificadas. Neste projeto de pesquisa serão desenvolvidos três diferentes modelos de lubrificação, a saber: modelo de lubrificação hidrodinâmica com efeitos de rugosidades, modelo de lubrificação hidrodinâmica com superfícies texturizadas e modelo de lubrificação considerando deformação mecânica. A partir desses modelos de lubrificação pode-se então determinar as forças hidrodinâmicas presentes nas juntas lubrificadas e, assim, analisar o comportamento dinâmico do mecanismo. A modelagem do comportamento dinâmico do mecanismo é obtida pelo método de Lagrange, sendo que as forças hidrodinâmicas presentes na junta lubrificada representa as forças de acoplamento das equações de movimento do mecanismo. Por fim, destaca-se que as simulações computacionais previstas neste projeto visam mostrar a influência da rugosidade, da texturização e da deformação mecânica do mancal nas perdas de potência, possibilitando assim propor soluções que possam melhorar a eficiência mecânica e o comportamento dinâmico de mecanismos com juntas lubrificadas. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAMOS, DOUGLAS JHON; RAMOS, LEANDRO ITO; DANIEL, GREGORY BREGION. Stability Analysis of Rotating Systems Supported by Textured Journal Bearings. JOURNAL OF TRIBOLOGY-TRANSACTIONS OF THE ASME, v. 142, n. 3 MAR 2020. Citações Web of Science: 0.
GARCIA DA SILVEIRA, ANDRE RODRIGUES; DANIEL, GREGORY BREGION. Piezoelectric harvester for smart tilting pad journal bearings. ENERGY CONVERSION AND MANAGEMENT, v. 205, FEB 1 2020. Citações Web of Science: 0.
RAMOS, LEANDRO ITO; RAMOS, DOUGLAS JHON; DANIEL, GREGORY BREGION. Evaluation of textured journal bearings under dynamic operating conditions in rotating machinery. PROCEEDINGS OF THE INSTITUTION OF MECHANICAL ENGINEERS PART J-JOURNAL OF ENGINEERING TRIBOLOGY, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.
SILVEIRA, A. R. G.; DANIEL, GREGORY BREGION. Influence of bearing ovalization in the dynamic of a planar slider-crank mechanism. Applied Mathematical Modelling, v. 66, p. 175-194, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.