Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de marcadores sorológicos, microbiológicos e moleculares para o diagnóstico da brucelose canina

Processo: 15/06072-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Lara Borges Keid
Beneficiário:Lara Borges Keid
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados:Rodrigo Martins Soares
Assunto(s):Brucella canis  Testes sorológicos  Zoonoses  Cães  Brucelose 

Resumo

A brucelose canina, causada pela Brucella canis, é uma infecção de caráter crônico, responsável por problemas reprodutivos nos cães. A infecção apresenta relevância nas criações comerciais, pois pode atingir elevada prevalência em populações caninas confinadas, acarretando prejuízos econômicos. A brucelose canina constitui uma zoonose com importância do ponto de vista de saúde pública, devido ao estreito convívio estabelecido entre o cão e o homem na atualidade. A infecção é de difícil tratamento nos cães e não há vacina para a sua prevenção, de maneira que o diagnóstico laboratorial constitui ferramenta essencial para a profilaxia da infecção, por permitir a identificação e a segregação dos cães infectados. Os testes sorológicos comumente utilizados para o diagnóstico da infecção são as provas de soroaglutinação rápida com e sem o uso do 2-mercaptoetanol (SAR e SAR-2ME, respectivamente) e a imunodifusão em gel de ágar (IDGA). Porém, estes testes, apresentam problemas de sensibilidade e especificidade, dificultando o diagnóstico infecção e conseqüentemente a implementação de ações para seu controle e prevenção. Outros formatos de testes laboratoriais vêm sendo empregados no diagnóstico, apresentando desempenho variável, como os ensaios imunoenzimáticos (ELISA) na fase líquida e na fase sólida e a reação de imunofluorescência indireta (RIFI). Tendo em vista as dificuldades relativas ao diagnóstico laboratorial da brucelose canina causada pela B. canis, o presente projeto tem como objetivo a padronização e a validação de testes laboratoriais indiretos e diretos para o diagnóstico da brucelose utilizando-se cães naturalmente infectados, na tentativa de selecionar a combinação de testes laboratoriais que possibilite uma identificação acurada de animais acometidos nas diferentes fases da infecção (presença e ausência de bacteremia). Serão padronizados os seguintes diagnósticos laboratoriais: ELISA indireto utilizando-se como antígeno a proteína BP26 recombinante de B. abortus para o diagnóstico sorológico, cultivo microbiológico em amostras de aspirados de linfonodos e suabes conjuntivais, reação em cadeia pela polimerase (PCR) convencional e em tempo real e reação de amplificação isotérmica do DNA mediada por looping (LAMP) para a detecção direta da infecção em amostras de sangue, aspirados de linfonodos, sêmen e suabes vaginais e conjuntivais. Os resultados obtidos nestes testes serão comparados aos resultados obtidos no cultivo microbiológico em amostras de sangue, sêmen e suabes vaginais e em ensaios sorológicos utilizando kits comerciais para o diagnóstico da infecção disponíveis no mercado brasileiro. Os testes serão avaliados em animais naturalmente infectados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGRA BATINGA, MARIA CRYSKELY; RIBEIRO DE LIMA, JULIA TERESA; GREGORI, FABIO; DINIZ, JAQUELINE ASSUMPCAO; MUNER, KERSTIN; OLIVEIRA, TRICIA M. F. S.; FERREIRA, HELENA LAGE; SOARES, RODRIGO MARTINS; KEID, LARA BORGES. Comparative application of IS711-based polymerase chain reaction (PCR) and loop-mediated isothermal amplification (LAMP) for canine brucellosis diagnosis. MOLECULAR AND CELLULAR PROBES, v. 39, p. 1-6, JUN 2018. Citações Web of Science: 0.
BATINGA, MARIA CRYSKELY A.; DOS SANTOS, JAINE C.; LIMA, JULIA T. R.; BIGOTTO, MARIA FERNANDO. D.; MUNER, KERSTIN; FAITA, THALITA; SOARES, RODRIGO M.; DA SILVA, DAVID A. V.; OLIVEIRA, TRICIA M. F. S.; FERREIRA, HELENA L.; DINIZ, JAQUELINE A.; KEID, LARA B. Comparison of three methods for recovery of Brucella canis DNA from canine blood samples. Journal of Microbiological Methods, v. 143, p. 26-31, DEC 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.