Busca avançada
Ano de início
Entree

Perspectivas para a integração das tecnologias na educação básica: ambientes tecnológicos e programação para o ensino de ciências

Processo: 15/24068-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de abril de 2016 - 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Marcelo Zanotello
Beneficiário:Marcelo Zanotello
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Instituição parceira: Escola Municipal de Educação Básica Professora Neusa Macellaro Callado Moraes
Pesq. associados: Andressa Cristina Catapani Torel ; Elaine Silva Rocha Sobreira ; Eliete de Moura Beserra Esturari ; Flavia Aparecida da Silva Zocoler ; Nelson Studart Filho ; Sandra Estefânia de Almeida ; Verônica Gomes dos Santos
Bolsa(s) vinculada(s):16/07378-7 - Perspectivas para a integração das tecnologias na educação básica: ambientes tecnológicos e programação para o ensino de Ciências, BP.EP
16/07377-0 - Perspectivas para a integração das tecnologias na educação básica: ambientes tecnológicos e programação para o ensino de Ciências, BP.EP
Assunto(s):Educação escolar básica  Ensino de ciências  Ensino e aprendizagem  Ambientes de programação  Linguagem de programação  Tecnologia educacional 

Resumo

Com relação à inserção das tecnologias na educação, ainda é frequente observar-se um uso descontextualizado, reproduzindo-se práticas pedagógicas estritamente instrucionais que não contribuem para o letramento midiático dos alunos e a integração efetiva das tecnologias ao currículo, em prol de uma educação criativa e colaborativa. A simples introdução de aparatos tecnológicos na escola é insuficiente para promover avanços significativos nas relações de ensino e aprendizagem. É preciso garantir uma formação docente específica, na qual o professor possa contar com uma parceria experiente em relação ao uso destes recursos para desenvolver seu potencial pedagógico. Diante deste contexto, buscamos compreender como a inserção das tecnologias no cotidiano educacional, integrada ao currículo de maneira contínua e contextualizada, pode transformar as práticas através de uma formação com vistas ao uso autônomo e consciente da tecnologia. Caracterizando-se como uma pesquisa colaborativa, de caráter qualitativo e que propicie a troca de saberes e a reflexão conjunta entre professores da escola e pesquisadores, este projeto tem por objetivos analisar a apropriação tecnológica educacional docente e discente, bem como os impactos nos processos de ensino e aprendizagem a partir de estratégias metodológicas e recursos variados em um ambiente adequado. Espera-se que as ações a serem realizadas propiciem relações frutíferas entre o oferecimento de um ambiente tecnológico adequado e as práticas pedagógicas desenvolvidas a partir dele por professores e alunos do ensino fundamental no âmbito da unidade escolar envolvida. (AU)