Busca avançada
Ano de início
Entree

Para vestir a cena contemporânea: moldes e indumentária no Brasil dos séculos XVIII e XIX

Processo: 15/23550-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Fausto Roberto Poço Viana
Beneficiário:Fausto Roberto Poço Viana
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Isabel Cristina Italiano ; Luciano Vieira de Araújo
Assunto(s):Figurino  Modelagem  Cenografia 

Resumo

O projeto trata da criação, modelagem e confecção de trajes brasileiros e preenche uma importante lacuna nos estudos sobre os séculos XVIII e XIX. É voltado para o trabalho das artes cênicas- notadamente da criação dos trajes de cena de caráter mais realista aos mais experimentais e recriações artísticas, da performance e suas variantes. A indumentária é importante registro da identidade nacional de um povo e o projeto identifica e organiza material iconográfico e textual sobre a indumentária brasileira ou usada no Brasil através do estudo de diversas categorias de trajes, que incluem os militares, eclesiásticos, etnográficos e civis. Objetiva concluir estudos já iniciados em projeto anterior sobre trajes interiores (ou roupa íntima) do século XIX no Brasil, gerando os seus moldes, o passo a passo da sua construção e protótipos; complementar os estudos dos trajes da Família Imperial brasileira ainda existentes em coleções de museus ou de particulares e elaborar pesquisa sobre aspectos políticos, sociais, econômicos que refletiram na produção de material têxtil no Brasil ou fora dele. Temas a serem abordados incluem o pano de fundo histórico e social do Brasil no século XVIII; a vida no Brasil do século XVIII; tecidos, vestimentas e modas no Brasil do século XVIII; trajes das Minas Gerais no período dos Inconfidentes; comércio e produção de têxteis; diferentes tecidos usados no século XVIII; cores dos tecidos; quem costurava os trajes e categorização de trajes. O projeto prevê ainda a organização de um portal eletrônico para extroversão dos dados de pesquisa e seus produtos, que pode vir a se tornar um centro de referência, quase um museu virtual, interligando por via eletrônica acervos de mesmo recorte temático. Acervos ligados ao fazer teatral (com referências de moda e indumentária) dariam ao consulente pesquisador inúmeras fontes de pesquisa em um só lugar. (AU)