Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de fontes de amido na dieta de leitões desmamados

Resumo

A principal fonte energética das dietas dos suínos é o amido que, em função da velocidade com que sofre digestão, pode ser subdividido em amido de digestão rápida, amido de digestão lenta e amido resistente. A digestão do amido deve garantir nível suficiente de glicose sanguínea para que ocorram adequado crescimento e deposição de proteína corporal nos animais, entretanto, a resposta glicêmica da dieta varia em função de sua composição em relação às frações do amido. O trabalho terá como objetivo avaliar os efeitos de diferentes combinações de fontes e frações de amido na dieta de leitões desmamados sobre o desempenho, microbiota fecal, resposta glicêmica e níveis plasmáticos de insulina e uréia. Serão realizados dois experimentos (E) envolvendo um total de 128 leitões desmamados com idade média de 21 dias para comparar quatro tratamentos: D1- dieta a base de milho como principal fonte de amido; D2- dieta com substituição do milho da D1 por 25% de quirera de arroz; D3- dieta com substituição do milho da D1 por 25% de quirera de arroz e 25% de farinha de trigo; D4- dieta com substituição do milho da D1 por 20% de quirera de arroz, 20% de farinha de trigo e 15% de farinha de banana verde. No primeiro experimento (desempenho e de microbiota fecal pela abordagem metagenômica) serão utilizados 96 leitões em delineamento experimental de blocos ao acaso com oito repetições (três animais por parcela) para o experimento de desempenho e seis repetições (um animal por parcela) para o experimento de microbiota fecal. No segundo experimento (determinação in vivo da resposta glicêmica das dietas e dos níveis séricos de insulina e uréia plasmática) serão utilizados 32 leitões desmamados distribuídos em delineamento de blocos ao acaso com oito repetições (um animal por parcela). (AU)