Busca avançada
Ano de início
Entree

Fototoxicidade macular após cross-linking corneano

Processo: 15/23237-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2016 - 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Leite Arieta
Beneficiário:Carlos Eduardo Leite Arieta
Instituição-sede: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Oftalmologia  Retina  Fototoxicidade  Córnea 

Resumo

O ceratocone é uma desordem degenerativa caracterizada por afinamento da córnea paracentral e pela presença de astigmatismo irregular. É uma condição tipicamente bilateral e assimétrica, sem preferência por raça ou sexo, que se desenvolve na puberdade e que progride por cerca de 10 a 20 anos quando apresenta estabilização do quadro clínico. O tratamento do ceratocone se baseia na gravidade e na extensão do astigmatismo irregular e visa a melhora da acuidade visual sem, entretanto, impedir a progressão da doença. O advento do Cross-linking com riboflavina e luz UVA (CXL) revolucionou o tratamento do ceratocone por ser um método capaz de interromper a sua progressão. No procedimento descrito, a riboflavina (vitamina B2) absorve a luz UVA com comprimento de onda de 370nm e age como foto sensibilizador que produz radicais livres de oxigênio. Esses radicais livres induzem a formação de novas ligações cruzadas entre as fibras e fibrilas de colágeno que, por sua vez, ampliam a rigidez corneana e diminuem e, em alguns casos, interrompem a progressão do ceratocone. Entretanto, sabe-se que radiação UVA é citotóxica e gera espécies reativas de oxigênio potencialmente prejudiciais a estruturas intraoculares como células endoteliais, cristalino e retina. Embora sejam encontrados muitos estudos sobre os efeitos do CXL no segmento anterior do olho, a literatura ainda é escassa em descrever as possíveis alterações retinianas decorrentes deste procedimento e, a despeito desse fato, duas camadas distintas da retina são altamente susceptíveis à lesão fotoquímica: os segmentos externos de fotorreceptores e epitélio pigmentar da retina (EPR). Dessa maneira, o objetivo desse estudo é de avaliar estruturalmente e funcionalmente a região macular após a terapêutica do uso do CXL em pacientes portadores de ceratocone. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TAGLIARI BARBISAN, PAULO RODOLFO; MONTEIRO VITURINO, MARINA GONCALVES; SILVEIRA SOUTO, FERNANDA MARIA; TIAN, BO; PACHECO PINTO, ROBERTO DAMIAN; QUAGLIATO, LUCAS BARASNEVICIUS; NASCIMENTO, MAURICIO ABUJAMRA; DE CASTRO, OSANE SILVESTRE; LEITE ARIETA, CARLOS EDUARDO. Macular phototoxicity after corneal cross-linking. CLINICAL OPHTHALMOLOGY, v. 12, p. 1801-1807, 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.