Busca avançada
Ano de início
Entree

Photobiomodulation protects and promotes differentiation of C2C12 myoblast cells exposed to snake venom

Processo: 16/05863-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de maio de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Stella Regina Zamuner
Beneficiário:Stella Regina Zamuner
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Citotoxicidade  Toxicologia 

Resumo

Introdução: O envenenamento por serpentes é considerado uma doença negligenciada e no Brasil é um sério problema de saúde, com a maioria dos acidentes causados pelo gênero Bothrops. A soroterapia e outros tratamentos de primeiros socorros não revertem a mionecrose local, que é a principal sequela causada por este envenenamento. Vários estudos têm demonstrado a eficácia da terapia laser de baixa intensidade (LBI) na redução da mionecrose local, induzida por venenos botrópicos, no entanto, o mecanismo envolvido neste efeito é desconhecido. Este estudo in vitro teve como objetivo analisar o efeito da irradiação LBI contra a citotoxicidade induzida pelo veneno de Bothrops jararacussu em mioblastos C2C12. Metodologia: Células C2C12 foram utilizadas e foram incubadas com o veneno de B. jararacussu (12,5 ug / mL) e imediatamente irradiada com LBI no comprimento de onda vermelho de 685 nm ou infravermelho de 830 nm com densidade de energia de 2,0, 4,6 e 7,0 J/cm2. O efeito do LBI nas respostas celulares de citotoxicidade induzida pelo veneno foram examinadas, incluindo a viabilidade celular, a avaliação de lesão celular, níveis intra e extracelulares de ATP, expressão de fatores reguladores miogênicos, bem como a diferenciação celular. Resultados: Nas células não irradiadas, o veneno causou uma diminuição na viabilidade celular e uma liberação maciça dos níveis de LDH e CK indicando mionecrose. O laser infravermelho e o vermelho, em todas as densidades de energia, foram capazes de diminuir consideravelmente a citotoxicidade induzida pelo veneno. A irradiação com laser induzidiu a diferenciação de mioblastos em miotubos e este efeito foi acompanhado por aumento dos fatores miogênicos MyoD e especialmente miogenina. Além disso, o LBI foi capaz de reduzir os níveis de ATP extracelular enquanto aumentou o teor de ATP intracelular depois da exposição ao veneno. Além disso, não houve diferença na intensidade de citotoxicidade causada pelo veneno irradiado e não irradiado.Conclusão: A irradiação com o LBI causou um efeito protetor sobre as células C2C12 contra a citotoxicidade causada pelo veneno de B. jararacussu e promoveu a diferenciação destas células por aumentar os fatores miogênicos. Um efeito modulador da síntese de ATP pode ser sugerido como um possível mecanismo de citoproteção observado sob a irradiação a laser. (AU)