Busca avançada
Ano de início
Entree

Sequenciamento de nova geração para detecção de mutações em carcinomas de Células de Hürthle da tireóide

Processo: 15/14819-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Debora Lucia Seguro Danilovic
Beneficiário:Debora Lucia Seguro Danilovic
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Antonio Marcondes Lerario ; Nathalie Oliveira de Santana ; Suemi Marui
Assunto(s):Sequenciamento de nova geração  Glândula tireoide  Endocrinologia  Carcinoma  Mutação 

Resumo

O carcinoma de células de Hürthle é considerado uma variante dos carcinomas foliculares, porém com comportamento clínico distinto. Anormalidades de genes relacionadas à carcinogênese tireoidiana são amplamente estudadas, principalmente nos carcinomas papilíferos e foliculares. Poucas são as mutações identificadas como associadas aos carcinomas de células de Hürthle, envolvendo genes de DNA mitocondrial, RAS e MEN1. Entretanto, elas se limitam a uma pequena fração dos casos avaliados. Por outro lado, estudo de expressão gênica identificou ativação das vias de sinalização intracelular, PI3K-AkT-mTOR e Wnt/²-catenina, nos carcinomas de células de Hürthle extensamente invasivos. Os objetivos deste trabalho são identificar alterações de genes relacionados à tumorigênese de carcinomas de células de Hürthle da tireoide por meio de sequenciamento de nova geração e relacioná-las a características clínicas e histológicas de pior prognóstico. Neste estudo será feita extração de DNA genômico de cerca 48 carcinomas de células de Hürthle e seus respectivos tecidos tireoidianos normais, armazenados em parafina. Realizaremos o sequenciamento de 100 genes selecionados envolvidos nas vias de sinalização intracelular - Wnt/²-catenina, mTOR, MAPK e Notch -, além de genes relacionados à função da célula folicular tireoidiana e outros genes relacionados à carcinogênese. Este sequenciamento será feito no Laboratório de Sequenciamento em Larga Escala (SELA) em sequenciador de nova geração em larga escala HiSeq 2500 (Illumina), financiado com recursos de Equipamentos Multiusuários da Fapesp (Processo 2014/50137-5). Posteriormente, faremos o estudo das alterações identificadas em 30 amostras de adenomas de células de Hürthle a fim de esclarecer a relação com a transformação maligna. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTANA, NATHALIE OLIVEIRA; COSTA FREITAS, RICARDO MIGUEL; MARCOS, VINICIUS NEVES; CHAMMAS, MARIA CRISTINA; ASATO CAMARGO, ROSALINDA YOSSIE; SCHMERLING, CLAUDIA KLIEMANN; BRASILEIRO VANDERLEI, FELIPE AUGUSTO; HOFF, ANA OLIVEIRA; MARUIL, SUEMI; SEGURO DANILOVIC, DEBORA LUCIA. Diagnostic performance of thyroid ultrasound in Hurthle cell carcinomas. ARCHIVES OF ENDOCRINOLOGY METABOLISM, v. 63, n. 3, p. 300-305, MAY-JUN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.