Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação funcional dos genes sindecam-4 e PIK3CA (Fosfatidilinositol 4,5-bifosfato 3-quinase, subunidade catalítica alfa) em células endoteliais resistentes ao anoikis

Processo: 15/22546-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Carla Cristina Lopes de Azevedo
Beneficiário:Carla Cristina Lopes de Azevedo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Pesq. associados:Helena Bonciani Nader
Assunto(s):Morte celular  Anoikis 

Resumo

A resistência de células tumorais à morte celular por perda de adesão (anoikis) é uma das principais características celulares que contribuem para a progressão e metástase tumoral. Como um fenômeno funcional, a resistência ao anoikis é um importante evento dentro da cascata metastática, sendo um pré-requisito para disseminação e colonização em sítios distantes. Entretanto, os mecanismos envolvidos na regulação da resistência ao anoikis ainda não estão completamente elucidados. Várias moléculas estão envolvidas nos processos de sobrevivência, adesão e proliferação celular, entre elas o sindecam-4, um proteoglicano de heparam sulfato (PGHS) e a proteína fosfatidilinositol 3-quinase (PI3K). Mudanças na expressão do sindecam-4 tem sido comumente encontrada em células tumorais, indicando o seu envolvimento no câncer. Também, inúmeros estudos revelam que muitos componentes da via PI3K são frequentemente alvo de mutações em vários tipos de tumores humanos. Dados anteriores do nosso laboratório mostraram que células endoteliais resistentes ao anoikis apresentam superexpressão do proteoglicano sindecam-4 e da proteína PI3K (p110 alfa). Essas e outras descobertas sugerem que o sindecam-4 e a PI3K são adequados para a intervenção farmacológica, fazendo destes alvos atraentes para a terapia do câncer. Portanto, para analisar o papel dessas moléculas em diferentes eventos como, proliferação, adesão, invasão celular e apoptose, realizaremos o silenciamento dos genes sindecam-4 e PIK3CA, individualmente, em células endoteliais resistentes ao anoikis. Estes resultados devem ajudar a entender a função destes genes nos processos de adesão, proliferação, no ciclo celular e na apoptose de células endoteliais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUSA ONYEISI, JESSICA OYIE; DE ALMEIDA PERNAMBUCO FILHO, PAULO CASTANHO; LOPES, SILVANA DEARAUJO; NADER, HELENA BONCIANI; LOPES, CARLA CRISTINA. Heparan sulfate proteoglycans as trastuzumab targets in anoikis-resistant endothelial cells. Journal of Cellular Biochemistry, v. 120, n. 8, p. 13826-13840, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.