Busca avançada
Ano de início
Entree

Revolução tecnológica em inventários florestais: desenvolvimento de um sistema integrado para monitoramento e mensuração florestal por meio de telemetria e escaneamento a laser por cabos

Processo: 15/15563-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de maio de 2016 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Manejo Florestal
Pesquisador responsável:Esthevan Augusto Goes Gasparoto
Beneficiário:Esthevan Augusto Goes Gasparoto
Empresa:Treevia Serviços de Engenharia Ltda. - ME
Município: São José dos Campos
Pesquisadores principais:Emily Tsiemi Shinzato
Pesq. associados: Cláudio Roberto Thiersch ; Daniel Campos de Oliveira ; Luiz Carlos Estraviz Rodriguez
Auxílios(s) vinculado(s):17/07593-8 - Sistema integrado de monitoramento florestal - Smartforest: revolução tecnológica em inventários florestais, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):16/13350-8 - Levantamento de requisitos e elaboração de um protótipo funcional da plataforma de processamento de dados florestais SmartForest, BP.TT
16/10774-1 - Levantamento de requisitos eletrônicos e desenvolvimento de firmware para a elaboração de protótipos funcionais de sensores IoT com foco em monitoramento florestal, BP.TT
16/09199-2 - Desenvolvimento de circuitos eletrônicos e respectivos firmwares embarcados para dispositivos IoT de monitoramento florestal, BP.TT
16/10399-6 - Pesquisador responsável pelo projeto: irá gerir e acompanhar todas as etapas da Fase I do projeto e responderá tecnicamente pela tecnologia 1 (sistema integrado de monitoramento florestal), BP.PIPE
16/09207-5 - Pesquisadora principal do projeto: auxiliará diretamente o pesquisador responsável na gestão global do projeto e será responsável técnica pelo desenvolvimento pela tecnologia 2 (Cableborne Laser Scanning - CLS), BP.PIPE
Assunto(s):Monitoramento ambiental  Inventário florestal  Recursos naturais  Dendrometria  Telemetria  Imagem tridimensional  Coleta de dados 

Resumo

A tecnologia usada em inventários florestais se mantém inalterada há décadas, apesar da enorme evolução observada no mesmo período em todas as áreas da ciência. A evolução da tecnologia, na forma de circuitos eletrônicos miniaturizados, distanciômetros óticos à laser, comunicação sem fio, telecomunicação com mobilidade, digitalização de imagens, compressão de dados e novos materiais, tem propiciado a eficiente captura e representação virtual 3D dos elementos alvo constituintes de uma paisagem, cena ou organismo. Apesar das tecnologias convergirem com grande intensidade para soluções integradas em diversas áreas, como na medicina e nas engenharias, o mesmo não tem ocorrido no monitoramento, quantificação e qualificação da cobertura vegetal. A gestão adequada dos recursos naturais de um país, públicos ou privados, depende da qualidade da informação gerada por inventários contínuos e/ou temporários. A coleta de dados em campo, da forma como é executada atualmente, apresenta baixo rendimento, elevado custo e pouca confiabilidade. Isso prejudica a capacidade de resposta rápida de empresas e governos na presença de anormalidades, tais como baixo crescimento, mortalidade e incêndios. Esta proposta tem como objetivo o desenvolvimento, produção e distribuição de soluções, sistemas e equipamentos voltados para as rotinas de inventário conduzidas por florestais, agrônomos, ecólogos, biólogos e outros profissionais gestores e pesquisadores de recursos naturais. As soluções desenvolvidas neste projeto se aproveitarão das novas tecnologias de automatização, escaneamento 3D, comunicação e processamento massivo de dados. A telemetria (com dispositivos descartáveis e permanentemente acoplados aos indivíduos alvo de monitoramento) se soma às nuvens de pontos (geradas por dispositivos de varredura a laser que se deslocam pendurados em um cabo suspenso) para avaliar com precisão a variação dimensional dos elementos que constituem as parcelas e os transectos lineares monitorados por esses dispositivos. O presente projeto de inovação visa estudar a viabilidade técnica dessas tecnologias convergentes e complementares. A fase preconizada neste projeto prevê o desenvolvimento de abordagens tecnológicas complementares, a eventual detecção de desafios técnicos, assim como a condução de estudos de mercado que mapeiem os potenciais clientes e o seu nível de aceitação das novas soluções. Espera-se que os resultados desta proposta demonstrem a viabilidade plena da proposta, que procura eliminar ou mitigar os problemas regularmente enfrentados por profissionais que trabalham com o monitoramento de importantes parâmetros da cobertura vegetal de uma região, como a biomassa, o conteúdo de carbono, a sanidade da vegetação, os aspectos estruturais e a capacidade de desempenhar as suas funções produtivas e ecológicas. Os resultados permitirão o monitoramento florestal em tempo real de qualquer lugar do mundo, fornecendo, aos gestores florestais e de recursos naturais, uma maior capacidade de resposta e de tomada de decisão. Se contemplado, o projeto terá impacto significativo entre pesquisadores e profissionais do agronegócio, da gestão e do manejo florestal, tanto no Brasil como no exterior, pois a automatização de sistemas de coleta de dados, praticamente inalterada há mais de um século, levará as técnicas de mensuração de campo para a era da Internet of Things (IoT) e da Modelagem 3D, tendência mundial em todos os setores da economia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Tecnologia IoT para monitoramento florestal remoto 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.