Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversificação molecular de malária aviária na Mata Atlântica

Processo: 15/17523-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2016 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Linda Maria Elenor Svensson Coelho
Beneficiário:Linda Maria Elenor Svensson Coelho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema, SP, Brasil
Pesq. associados:Cristina Yumi Miyaki ; Staffan Bensch
Bolsa(s) vinculada(s):16/10980-0 - Diversificação molecular de malária aviária na Mata Atlântica, AP.BTA.JP
Assunto(s):Biodiversidade  Filogeografia  Evolução  Aves  Plasmodium  Malária aviária  Mata Atlântica  Marcador molecular 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Brazilian_biodiversity...future_x0hzHIi_35_36.pdf

Resumo

Um grande desafio para biólogos evolutivos é identificar os vários fatores que influenciam a diversificação biológica. No meu projeto, eu pretendo analisar um organismo pouco estudado em relação ao processo de diversificação - Plasmodium de aves - em um contexto filogeográfico, a fim de identificar os fatores que influenciam a variação genética em marcadores moleculares neutros e adaptativos. Entre os fatores que examinarei incluem-se: (1) a história da região; (2) o meio ambiente (clima, vegetação e solo); (3) geografia; e (4) a evolução dos hospedeiros. Aplicarei uma combinação de sequenciamento genômico e re-sequenciamento direcionado para analisar a variação genética de 50 isolados de Plasmodium em 25 localidades. Simultaneamente, obterei dados de sequências de genes relacionados ao sistema imunológico dos hospedeiros. A malária aviária é pouco estudada na América do Sul, mas as investigações sobre estes organismos estão se acumulando globalmente devido à adequação deste sistema como bom modelo para estudos ecológicos e evolutivos. Os resultados obtidos durante os meus três anos de financiamento deverão ajudar a construir um ambiente para trabalhos futuros sobre ecologia e (co)evolução da malária aviária. Além disso, dado o caráter inovatório do meu projeto proposto, ele estará na vanguarda da pesquisa evolutiva de malária aviária e ajudará a aumentar a contribuição brasileira para a ciência internacional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisa analisa dispersão de parasitas por aves nas Américas 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.