Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulamentação da saúde suplementar no Brasil: evolução, tendências e impactos

Processo: 15/50353-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Setores Específicos
Convênio/Acordo: Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS)
Pesquisador responsável:Arnaldo Luiz Ryngelblum
Beneficiário:Arnaldo Luiz Ryngelblum
Instituição-sede: Instituto de Ciências Sociais e Comunicação (ICSC). Universidade Paulista (UNIP). São Paulo, SP, Brasil
Empresa: Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS)
Assunto(s):Administração e planejamento em saúde  Sistema de saúde  Saúde suplementar 

Resumo

Pretende-se identificar a formação das instituições deste setor, os conflitos presentes entre os diferentes participantes, as direções que, este quadro indica para a futura regulamentação e acompanhamento dos impactos e ações das operadoras. Para realizar essa análise, foi proposto, numa primeira etapa, um levantamento bibliográfico e documental sobre as características do setor, que orientará uma segunda fase da pesquisa que consiste em entrevistar responsáveis pelos diferentes tipos de organizações participantes do setor para conhecer os diferentes entendimentos sobre que direção deve tomar a normatização setorial. A comparação dos vários entendimentos pode indicar futuras tendências e impactos sobre as organizações. Para a consecução dessa análise será considerada a experiência anterior dos estudos institucionais em termos de competição entre lógicas em um campo institucional. Os impactos previstos pelas alterações em regulamentações impactam a sustentabilidade das operadoras. Os resultados da pesquisa servirão para ajudar a formular estratégias de desenvolvimento que possibilitem adaptar-se a essas demandas. (AU)