Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações entre fatores ambientais e polimorfismos em genes relacionados ao estresse oxidativo na suscetibilidade das fissuras orais não-sindrômicas

Processo: 16/02667-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ricardo Della Coletta
Beneficiário:Ricardo Della Coletta
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse oxidativo  Suscetibilidade  Polimorfismo genético  Patologia 

Resumo

As fissuras do lábio ou palato (FL/P) representam as anomalias congênitas mais comuns da face, resultando em uma série de complicações orofaciais, comportamentais e psicossociais. Em 70% dos casos, as FL/P se apresentam isoladas, recebendo a denominação FL/P não-sindrômica (FL/PNS). As FL/PNS apresentam uma origem multifatorial e a busca pelos fatores ambientais, genéticos e epigenéticos relacionados à sua patogênese tem sido intensa nas últimas décadas. Contudo, o conhecimento neste campo é ainda limitado, em parte devido aos estudos que até pouco tempo se limitavam a avaliar os fatores ambientais e genéticos de maneira isolada. Mais recentemente os pesquisadores começaram a buscar por interações genes-fatores ambientais (princípio das doenças multifatoriais), abrindo novas perspectivas para um conhecimento mais amplo sobre os fatores etiológicos associados ao desenvolvimento das FL/PNS. Neste contexto, nosso grupo demonstrou pela primeira vez que interações entre o polimorfismo rs1801321 no gene RAD51 e o tabagismo materno durante o primeiro trimestre de gestação aumenta significantemente o risco de uma criança nascer com fissura labial com ou sem fissura palatina não-sindrômica (FL±PNS). A embriogênese é caracterizada pela ativação de um grande número de genes que asseguram a expansão das populações precursoras antes do processo de diferenciação e formação dos tecidos e órgãos. Neste contexto, espécies reativas de oxigênio (ROS), moléculas que ocorrem naturalmente e são essenciais para a vida, enquanto ao mesmo tempo são capazes de causar estresse oxidativo e participarem na patogênese de muitas doenças, são formadas. Excesso de ROS pode resultar em danos a vários componentes celulares, com ênfase as mutações no DNA. As células normais se protegem dos danos causados pelas ROS (estresse oxidativo) pela ação de enzimas neutralizadoras e agentes antioxidantes, incluindo vitaminas e minerais. Nós postulamos que a presença de fatores ambientais que acentuam o acúmulo de ROS durante a gestação (via maior produção ou menor inativação), incluindo tabaco, álcool, medicamentos, agrotóxicos, alimentação pobre em antioxidantes, hiperhomocisteinemia (decorrente de alterações na ingestão/metabolismo do ácido fólico) e doenças crônicas (todos considerados fatores de risco ambientais para as fissuras orais), em associação com variantes polimórficas nos genes que neutralizam estas espécies reativas podem estar correlacionadas com a patogênese das FL/PNS. O objetivo deste estudo é avaliar interações de polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) em genes relacionados à neutralização do estresse oxidativo (genes das famílias superóxido dismutase-SOD e paraoxonase-PON) e seus efeitos (oxaguanine glycosylase 1-OGG1) com a exposição materna a fatores ambientais de risco para o desenvolvimento das FL±PNS. Este estudo será conduzido com, pelo menos, 500 trios (pai e mãe normais e filho afetado por FL±PNS) provenientes de 5 Centros especializados no atendimento de pacientes fissurados localizados em Minas Gerais (Centro de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de Alfenas, Alfenas), Bahia (Centrinho do Hospital Santo Antonio das Obras Assistenciais Irmã Dulce, Salvador), Paraíba (Hospital Universitário Alcides Carneiro, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa), Paraná (Associação de Portadores de Fissura Lábio-Palatal, Cascavel) e Pará (Hospital Ophir Loyola, Belém). As amostras serão genotipadas pelo método de discriminação alélica com sondas fluorescentes (método Taqman SNP Genotyping Assay) e submetidas a testes de associação, incluindo os testes de desequilíbrio de transmissão alélica (aTDT) e genotípica (gTDT) e o teste de interações genes-fatores ambientais (GxA). Este estudo poderá contribuir para a melhor compreensão dos componentes etiológicos envolvidos na patogênese das FL±PNS, assim como revelar a real participação de fatores ambientais e genéticos na susceptibilidade das FL±PNS na população brasileira. (AU)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACHADO, RENATO ASSIS; SILVA, CAROLINA DE OLIVEIRA; PERSUHN, DARLENE CAMATI; CAVALCANTI DANTAS, VANESSA DE MELO; DE ALMEIDA REIS, SILVIA REGINA; WU, TAO; LINE, SERGIO ROBERTO; MARTELLI-JUNIOR, HERCILIO; GRANER, EDGARD; COLETTA, RICARDO D. Interactions between superoxide dismutase and paraoxonase polymorphic variants in nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate in the Brazilian population. Environmental and Molecular Mutagenesis, v. 60, n. 2, p. 185-196, MAR 2019. Citações Web of Science: 1.
VIENA, CAMILA SANE; MACHADO, RENATO ASSIS; PERSUHN, DARLENE CAMATI; MARTELLI-JUNIOR, HERCILIO; MEDRADO, ALENA PEIXOTO; COLETTA, RICARDO D.; REIS, SILVIA R. A. Understanding the participation of GREM1 polymorphisms in nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate in the Brazilian population. BIRTH DEFECTS RESEARCH, v. 111, n. 1, p. 16-25, JAN 1 2019. Citações Web of Science: 1.
MACHADO, RENATO ASSIS; RIBEIRO PARANAIBA, LIVIA MARIS; MARTINS, LUCIANE; MELO-FILHO, MARIO RODRIGUES; DE SOUZA, THAYS TEIXEIRA; SAYED PICCIANI, BRUNA LAVINAS; SILVA-JUNIOR, GERALDO OLIVEIRA; CANTISANO, MARILIA HEFFER; ROCHA, BRENO AMARAL; PIRES, FABIO RAMOA; COLETTA, RICARDO D. Variable expressivity and novel PTEN mutations in Cowden syndrome. ORAL SURGERY ORAL MEDICINE ORAL PATHOLOGY ORAL RADIOLOGY, v. 127, n. 1, p. 55-61, JAN 2019. Citações Web of Science: 2.
MACHADO, RENATO ASSIS; MARTELLI-JUNIOR, HERCILIO; DE ALMEIDA REIS, SILVIA REGINA; PERSUHN, DARLENE CAMATI; COLETTA, RICARDO D. Association between GOLGB1 tag-polymorphisms and nonsyndromic cleft palate only in the Brazilian population. ANNALS OF HUMAN GENETICS, v. 82, n. 4, p. 227-231, JUL 2018. Citações Web of Science: 1.
MACHADO, RENATO ASSIS; DE TOLEDO, ISABELA PORTO; MARTELLI-JUNIOR, HERCILIO; REIS, SILVIA REGINA; SILVA GUERRA, ELIETE NEVES; COLETTA, RICARDO D. Potential genetic markers for nonsyndromic oral clefts in the Brazilian population: A systematic review and meta-analysis. BIRTH DEFECTS RESEARCH, v. 110, n. 10, p. 827-839, JUN 1 2018. Citações Web of Science: 4.
MACHADO, R. A.; NOGUEIRA, E. N.; MARTELLI-JUNIOR, H.; REIS, S. R.; PERSUHN, D. C.; COLETTA, R. D. 2p24.2 (rs7552) is a susceptibility locus for nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate in the Brazilian population. Clinical Genetics, v. 93, n. 6, p. 1199-1204, JUN 2018. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COLETTA, Ricardo Della. . 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.