Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de nanopartícula para veiculação inovadora de ômega-3 (EPA + DHA) de liberação controlada na prevenção das doenças cardiovasculares

Processo: 15/15975-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Verônica Muedra Batoni
Beneficiário:Verônica Muedra Batoni
Empresa:Ultrapan Indústria e Comércio Ltda
Município: Valinhos
Pesquisadores principais: Eduardo Carità
Pesq. associados: Adriana da Cruz Pereira ; Ana Paula Moraes ; Camila Bandeira Schiavelli Marques ; Giseli Pereira Szczepaniak
Assunto(s):Ácidos graxos ômega-3  Doenças cardiovasculares  Nanotecnologia  Suplementos nutricionais  Biodisponibilidade  Fitosteróis 

Resumo

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Doença Cardiovascular (DCV) é a principal causa de mortes no mundo, sendo estimado mais de 17 milhões de mortos em decorrência da doença em 2012 (31% das mortes globais). Os ácidos EPA e DHA são os principais agentes nutracêuticos do Ômega-3, velho conhecido da literatura científica na prevenção dos fatores de risco para DCV. Apesar de suas propriedades bioativas, essas moléculas apresentam-se intrinsicamente instáveis devido a sua reatividade com o oxigênio atmosférico e calor, causando a rancificação oxidativa que torna complexo seu uso industrial, além do o odor e sabor de peixe característico do insumo. Sem produtores nacionais para o ingrediente em pó, livre do sabor e odor, visando à aplicação industrial em alimentos, bebidas, suplementos, etc., a Ultrapan vem se dedicando profundamente nos últimos cinco anos para pesquisar e desenvolver este ingrediente nutracêutico livre das características indesejadas, sem produzir resultados considerados satisfatórios para alcançar o mercado. Por se tratar de um ingrediente industrial importante, com expressiva demanda, sem concorrentes nacionais, de alto valor agregado e referenciado cientificamente na prevenção das DCV, o objetivo da presente proposta é pesquisar e desenvolver o processo de encapsulamento do ômega-3, através do sistema de nanopartículas lipídicas sólidas, para proteção, ampliação da shelf life, promoção da liberação controlada dos ativos nutracêuticos EPA e DHA e isentos de odor e sabor característicos do óleo de peixe. A técnica a ser empregada será a homogeneização sob alta pressão, onde o óleo de peixe será misturado com uma matriz de gordura vegetal, rica em fitoesteróis (reconhecido ingrediente nutracêutico), e formar a estrutura do nanocarreador. Assim, espera-se dispor de um ingrediente nutracêutico obtido por tecnologia nacional e processo inovador com importantes impactos científico-tecnológicos, econômicos, sociais/saúde e empresariais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no blog Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Empresa desenvolve ômega-3 nanoencapsulado para a indústria de alimentos 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.