Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento do ducto de Wolffian, diferenciação e padrão vascular do epidídimo de ratos Wistar expostos à restrição proteica durante a gestação e lactação

Processo: 16/04085-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Raquel Fantin Domeniconi
Beneficiário:Raquel Fantin Domeniconi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Luiz Gustavo de Almeida Chuffa ; Wellerson Rodrigo Scarano
Assunto(s):Estado nutricional  Nutrição da mãe  Dieta com restrição de proteínas  Embriogênese  Epididimo 

Resumo

O ambiente desempenha papel crucial durante o desenvolvimento fetal, podendo influenciar diretamente a saúde da prole. Assim, o estado nutricional materno desempenha papel crucial na saúde e bem-estar do feto. Há relatos de alterações em parâmetros relacionados à função epididimária, em animais adultos, cujas mães sofreram restrição de proteína. No entanto, não há informações que esclareçam a causa dessas alterações ou como a restrição proteica atua ao longo do desenvolvimento pré e pós natal, bem como se fatores hormonais e de crescimento modulam esses processos. Desta forma, o objetivo deste projeto é avaliar o impacto da restrição proteica materna, no epidídimo em fase de desenvolvimento pré e pós natal, para determinar se as alterações funcionais, observadas em animais adultos, são consequências de falhas em vias específicas relacionadas ao processo de desenvolvimento epididimário. A origem das alterações funcionais no epidídimo pode estar relacionada à modulação de moléculas de sinalização como FGFs e também às vias da ERK e à funcionalidade da Src, vias relacionadas aos processos de diferenciação e maturação. Além disso, o desenvolvimento e o padrão vascular tubular são fundamentais para que o epidídimo desempenhe corretamente suas funções. Assim, para esse estudo, serão utilizadas 40 ratas prenhes, divididas em dois grupos experimentais: Grupos Normoproteico e Hipoproteico. Três fêmeas de cada grupo serão eutanasiadas para coleta dos embriões e os demais grupos serão formados por animais com 7, 14, 21, 44 e 120 dias de idade (N=10 por grupo). O epidídimo será processado segundo técnicas histológicas, imuno-histoquímicas e de Western blotting para detecção de Receptores de Andrógeno e Estrógenos, Aquaporinas 1 e 9, ±-tubulina, pH3 (Fator mitótico), FGF1 e 2 (Fator de crescimento de Fibroblastos), Src 416 - forma ativa e 527 - forma inativa (regulação de proliferação e diferenciação epitelial), NFº² (fator de transcrição), VEGF (fator de crescimento endotelial vascular), claudina1 e Phospho-p44/42 MAPK (Erk1/2). Os resultados serão analisados e documentados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAVARIANI, MARILIA MARTINS; SANTOS, TALITA DE MELLO; PEREIRA, DHRIELLY NATALIA; DE ALMEIDA CHUFFA, LUIZ GUSTAVO; FELIPE PINHEIRO, PATRICIA FERNANDA; SCARANO, WELLERSON RODRIGO; DOMENICONI, RAQUEL FANTIN. Maternal Protein Restriction Differentially Alters the Expression of AQP1, AQP9 and VEGFr-2 in the Epididymis of Rat Offspring. INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 20, n. 3 FEB 1 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.