Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade antifúngica e citotoxicidade, em co-cultura, de biomateriais revestidos com nanopartículas de quitosana contendo moléculas de proteínas salivares encapsuladas (histatina 1, histatina 5 ou DR9RR14)

Processo: 16/03847-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Janaina Habib Jorge
Beneficiário:Janaina Habib Jorge
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados: Walter Luiz Siqueira Junior
Bolsa(s) vinculada(s):16/12835-8 - Auxílio laboratorial para avaliação da atividade antifúngica e citotoxicidade, em co-cultura, de biomateriais revestidos com nanopartículas de quitosana contendo moléculas de proteínas salivares encapsuladas (histatina 1, histatina 5 ou DR9RR14), BP.TT
Assunto(s):Citotoxicidade  Antifúngicos  Materiais  Biomateriais 

Resumo

O objetivo do estudo será avaliar a atividade antifúngica e citotoxicidade, em co-cultura, de biomateriais revestidos com nanopartículas de quitosana contendo moléculas de proteínas salivares encapsuladas (histatina 1, histatina 5 ou DR9RR14). Para isso, serão avaliados 4 biomateriais: 1 zirconia, 1 liga de titânio, alumínio e vanádio (Ti-6Al-4V), 1 polimetilmetacrilato e 1 silicone de adição. Corpos de prova (14 mm de diâmetro por 1,2 mm de espessura) de cada biomaterial serão preparados e divididos em dois grupos (n=3): GC: não revestidos (controle); GR: revestidos. Para cada condição experimental serão avaliadas a proliferação celular por meio do teste Alamar Blue, a viabilidade celular por meio do nível de ATP (adenosine triphosphate) e a integridade da membrana celular das células viáveis, em células epiteliais quando em co-cultura com espécies de Candida. A capacidade de formação de biofilme sobre as amostras revestidas também será avaliada por meio do teste XTT e da contagem de unidades formadoras de colônias. Além disso, para confirmação da presença do biofilme sobre as amostras, bem como para avaliação de sua espessura e presença de microrganismos viáveis, as amostras de todos os grupos serão avaliadas em microscopia confocal de verredura a laser (MCVL). Os resultados do metabolismo celular das células viáveis após o contato com os extratos dos materiais estudados, bem como os resultados para análise da capacidade de formação de biofilme, serão submetidos ao método estatístico mais adequado e o nível de significância de 5% será selecionado (±=0.05). Além disso, para cada teste de viabilidade celular, os resultados serão comparados com o controle negativo e os tratamentos nos diferentes grupos experimentais serão classificados de acordo com o efeito citotóxico em escores de 0 a 3. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.