Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos da nutrição e do sono no perfil de expressão, solubilidade e função das proteínas neurais

Processo: 16/04297-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Kil Sun Lee
Beneficiário:Kil Sun Lee
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandre Keiji Tashima ; Hanna Karen Moreira Antunes ; Mirian Akemi Furuie Hayashi
Assunto(s):Neurobiologia  Doenças neurodegenerativas  Dieta cetogênica  Dopamina  Privação de sono  Deficiência de ferro 

Resumo

Os avanços científicos e técnicos na medicina e o desenvolvimento socioeconômico têm contribuído para o aumento da expectativa de vida. Por outro lado, o envelhecimento da sociedade tem contribuído para o aumento da prevalência das doenças neurodegenerativas em um cenário, onde os métodos efetivos de tratamento para este tipo de patologia ainda não existem. É interessante notar que o acúmulo de agregados protéicos é uma característica comum de várias doenças neurodegenerativas e na maioria dos casos, o agregado se forma devido à alteração espontânea da conformação de uma proteína sem a presença de mutações no gene envolvido. Essas evidências indicam a possibilidade de certos metabólitos endógenos interagirem com as proteínas específicas e induzirem alterações na sua estrutura. Por exemplo, a dopamina tem a habilidade de alterar as estruturas das proteínas por mecanismos oxidativos, enquanto que o peptídeo beta-amilóide pode nuclear as interações hidrofóbicas, sendo que ambos os fenômenos são altamente dependentes da concentração dos próprios metabólitos. Certos hábitos ou condições de vida como a privação de sono, alimentação baseada na dieta cetogênica ou dieta restrita de ferro conseguem alterar o metabolismo da dopamina e/ou do peptídeo beta-amilóide. O interesse do grupo é investigar como a alteração de metabolismo de dopamina ou de peptídeo beta-amiloide induzida por estas condições pode afetar as propriedades bioquímicas e as funções de proteínas neurais. Esta proposta se baseia na hipótese de que determinados hábitos (ou estilos) de vida influenciem as atividades e sobrevivência dos neurônios, pela alteração do perfil de metabólitos endógenos. A investigação desta hipótese será importante não só para a compreensão dos mecanismos de neurodegeneração, mas também para a busca de estratégias preventivas que proporcionem um envelhecimento saudável. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PINO, JESSICA M. V.; DA LUZ, MARCIO H. M.; ANTUNES, HANNA K. M.; DE CAMPOS GIAMPA, SARA Q.; MARTINS, VILMA R.; LEE, KIL S. Iron-Restricted Diet Affects Brain Ferritin Levels, Dopamine Metabolism and Cellular Prion Protein in a Region-Specific Manner. FRONTIERS IN MOLECULAR NEUROSCIENCE, v. 10, MAY 17 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.