Busca avançada
Ano de início
Entree

Charmes, curtidas e crush Masculinidades contemporâneas nas negociações dos desejos em buscas de parceiras em aplicativos móveis

Processo: 16/05072-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Larissa Maués Pelúcio Silva
Beneficiário:Larissa Maués Pelúcio Silva
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Sexualidade  Geolocalização 

Resumo

O atual projeto busca expandir a etnografia online desenvolvida em pesquisa anterior com homens que procuravam encontros sexuais e afetivos fora do casamento, utilizando-se para tal de sites especializados que prometiam "sigilo" e "segurança", além de "aventura" e "emoção". Naquela pesquisa, concentrei-me no site canadense Ashley Madison, quando os arranjos de gênero de somaram às discussões sobre sexualidade, levando-me a prestar atenção à constituição das masculinidades contemporâneas. A esta nova chave de entrada, somou-se ao alargamento do uso de aplicativos para smartphones como recurso de inserção no competitivo mercado dos afetos, sobretudo, evidenciou como homens adultos, que se entendem como heterossexuais, pertencente à classe média e média baixa, têm negociado sexo e amor com suas potenciais parceiras e, desta forma, lidado com questões de gênero, assumindo, ainda que de forma não intencional, a dimensão política de seus desejos. Assim, o principal objetivo da presente pesquisa é o de compreender como o esses recursos comunicacionais têm incidido na forma desses homens, nascidos entre 1946 e 1986, compreenderem e negociarem a própria masculinidade, regidos pela lógica do consumo romântico, na esfera do capitalismo afetivo. Interessa-me, ainda, mapear os percursos do que chamo aqui de "nova economia do desejo", considerando como transformações macrossociais têm incidido nas vidas singulares de meus interlocutores. Levo em conta, ainda, a geolocalização como um referente que ajuda na delimitação do corpus deste estudo que pretende se concentrar comparativamente nas cidades de Bauru e São Paulo, apostando nas dinâmicas diferenciadas entre relações sociais e espacialidades específicas. Metodologicamente, associará à etnografia online análises sobre a emergência de uma nova ética emocional associada ao circuito sexual/amoroso contemporâneo experenciado por meios digitais. As análises dos resultados dialogam com os estudos de gênero e sexualidade em sua perspectiva pós-estruturalistas, valendo-me, ainda, da teoria queer como escopo teórico. (AU)