Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de associação genômica ampla entre Polimorfismos de Nucleotídeo de Base Única e Velocidade de Fuga em bovinos Nelore

Processo: 16/11590-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Mateus Paranhos da Costa
Beneficiário:Mateus Paranhos da Costa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento  Pecuária de corte 

Resumo

IntroduçãoO temperamento dos bovinos é um importante fator que afeta a rentabilidade das empresas pecuárias, devido à sua relação com características produtivas, bem-estar animal e segurança do trabalho. Este é um fenótipo complexo, frequentemente avaliado através de uma série de características comportamentais, que resultam da interação entre múltiplos efeitos ambientais, fatores genéticos e suas interações. Os objetivos foram realizar um estudo de associação genômica ampla e detectar regiões, potenciais genes candidatos e seus mecanismos biológicos subjacentes a expressão do temperamento, avaliado pelo teste de velocidade de fuga (FS) em bovinos da raça Nelore.Material e métodosO estudo de associação genômica ampla (GWAS) foi realizada utilizando um procedimento de passo único (single-step G BLUP - ssGBLUP) que combinou, simultaneamente, 16.600 fenótipos para FS, arquivo de pedigree com informação de 162,645 animais e 1.384 animais genotipados. Os animais foram genotipados com painéis de SNP de alta densidade, que contém 777,962 marcadores SNP. Após o controle de qualidade permaneceram 455,374 SNPs.ResultadosA herdabilidade estimada para FS foi de 0,21 ± 0,02. As janelas de SNPs que explicaram 1% ou mais da variação genética aditivo total foram considerados como regiões associadas ao FS. Foram identificadas nove regiões candidatas localizados em oito diferentes cromossomos Bos taurus (BTA) (1 a 73 Mb, 2 a 65 Mb, 5 a 22 Mb e 119 Mb, 9 a 98 Mb, 11 a 67 Mb, 15 a 16 Mb, 17 a 63 Kb, e 26 a 47 Mb). Os genes candidatos identificados nessas regiões foram NCKAP5 (BTA2), PARK2 (BTA9), ANTXR1 (BTA11), GUCY1A2 (BTA15), CPE (BTA17) e DOCK1 (BTA26). Entre estes genes PARK2, GUCY1A2, CPE e DOCK1 estão relacionados com sistema dopaminérgico, formação da memória, biossíntese da hormona peptídica e neurotransmissor e desenvolvimento do cérebro, respectivamente.ConclusõesNossos resultados permitiram identificar nove regiões genômicas (Janelas de SNP) associadas com o temperamento de bovinos de corte, avaliado pelo teste FS. Dentro destas janelas, foram identificados seis genes candidatos promissores e suas funções biológicas. Estes resultados podem contribuir para uma melhor compreensão para o controle genético da expressão temperamento em bovinos da raça Nelore. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.