Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores prognósticos do carcinoma de células escamosas oral: das características histopatológicas a marcadores moleculares

Processo: 16/07003-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 13 de novembro de 2016 - 03 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ricardo Della Coletta
Beneficiário:Ricardo Della Coletta
Pesquisador visitante: Tuula Anneli Salo Nee Viitanen
Inst. do pesquisador visitante: University of Oulu, Finlândia
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal  Neoplasias bucais  Carcinoma de células escamosas  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

O carcinoma de células escamosas oral (CCEO) é o décimo primeiro tumor sólido mais comum no mundo, representando cerca de 4% de todas as neoplasias malignas. Apesar dos avanços nas opções terapêuticas e no conhecimento científico sobre este tumor, o prognóstico de pacientes com CCEO permaneceu praticamente inalterado ao longo das últimas décadas, com uma taxa de sobrevida de 5 anos de aproximadamente 50%. Esta taxa de sobrevida é inaceitável e atribuída principalmente ao diagnóstico tardio, a resposta inadequada ao tratamento quimio e radioterápico e a falta de biomarcadores para o diagnóstico precoce e acompanhamento pós-terapêutico dos pacientes. Assi0m, elucidar os mecanismos celulares e moleculares envolvidos com a patogênese do CCEOs é mandatória para o desenvolvimento de abordagens terapêuticas inovadoras e individualizadas, o que deverá proporcionar um impacto importante na sobrevida dos pacientes. Nos últimos anos grande atenção tem sido dada os mecanismos associados com o processo de invasão das células tumorais e como o estroma tumoral circundante influencia este evento. Nós demonstramos que tanto moléculas produzidas pelas células tumorais como produzidas pelos fibroblastos associados ao tumor (CAF do inglês carcinoma-associated fibroblast) são capazes de promover a invasão tumoral. Em adição, nós revelamos que a combinação de dois parâmetros histológicos associados com a invasão das células tumorais - brotamento (B do inglês budding) e profundidade da invasão (D do inglês depth of invasion) - em um sistema de graduação histopatológica (BD score) são significantemente correlacionados com um prognóstico desfavorável para os pacientes com CCEO. O período da visita da Professor Tuula Salo associado a esta proposta vai permitir um refinamento das estratégias experimentais para uma melhor compreensão dos mecanismos biológicos associado com a invasão tumoral e a disseminação da doença (metástase), bem como terminar alguns manuscritos gerados de colaborações anteriores. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.