Busca avançada
Ano de início
Entree

Biocompatibilidade da resina acrílica de prótese ocular: análise in vitro e in vivo

Processo: 16/03455-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Daniela Micheline dos Santos
Beneficiário:Daniela Micheline dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcelo Coelho Goiato ; Sandra Helena Penha de Oliveira
Assunto(s):Teste de materiais  Citotoxicidade imunológica  Resinas acrílicas  Olho artificial  Prótese bucomaxilofacial 

Resumo

O objetivo desse estudo é avaliar a biocompatibilidade da resina acrílica branca (RA) de próteses oculares, polimerizada sob diferentes ciclos e métodos de polimerização, sobre células da conjuntiva humana e sobre a resposta inflamatória do tecido subcutâneo de ratos. Serão confeccionados corpos de prova em RA branca (N1), polimerizados por diferentes métodos: RA N1 termopolimerizada em água aquecida (RNAA), polimerizada por energia de microondas (RNTM) ou quimicamente ativada (RNQA). Para cada grupo, diferentes ciclos de polimerização serão avaliados. Para a análise in vitro, após a formação dos extratos por 24 e 72 horas de imersão em meio de cultura, a citotoxicidade será avaliada pelos ensaios de MTT e Neutral Red em culturas de células Chang, originária da conjuntiva humana, para os períodos de exposição das células aos extratos da RA por 24 e 72 horas. Adicionalmente, serão avaliadas: a produção de citocinas e quimiocinas por meio do ELISA; a expressão de RNAm para COL IV, TGF ², MMP9, Mcl-1 e caspases 3 e 9, por meio da técnica de RT-PCR em tempo real; a marcação de células apoptóticas por anexina V pela citometria de fluxo e; o ensaio de quimiotaxia utilizando a câmara de Boyden. A resposta tecidual será analisada in vivo com a implantação de amostras de RNAA, RNTM e RNQA, polimerizadas conforme a recomendação do fabricante, no tecido conjuntivo dorsal de ratos Wistar por 3, 15 e 30 dias. Os espécimes (amostras e tecidos adjacentes) serão avaliados morfológica e quantitativamente, quanto ao processo inflamatório, e a análise imuno-histoquímica será realizada para a detecção de IL-1², IL-6, TNF±, IL-17 e CCL20. Os dados quantitativos serão submetidos ao teste de aderência à curva normal, sendo aplicado o teste estatístico adequado. (AU)