Busca avançada
Ano de início
Entree

Antropologia dos refugiados em São Paulo: relacionalidades e diferença.

Processo: 16/09596-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Igor José de Renó Machado
Beneficiário:Igor José de Renó Machado
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/16984-8 - Antropologia dos refugiados em São Paulo: relacionalidades e diferença, BP.TT
Assunto(s):Parentesco  Meios de comunicação  São Paulo  Família  Refugiados  Identidade 

Resumo

O objetivo principal dessa proposta é a produção de conhecimento sobre a situação de refúgio internacional na cidade de São Paulo. Esse objetivo será perseguido de duas formas principais: a primei-ra é a produção de etnografias a partir de comunidades variadas de refugiados (congoleses, sírios e co-lombianos) e a segunda se refere ao impacto do refúgio no pensamento sobre a diferença em meios de comunicação, jornais, discursos oficiais etc. Tanto a produção de uma visão a partir das experiências dos refugiados em São Paulo, como uma visão sobre o que se diz desses novos contingentes em vários meios, com destaque para a mídia escrita. Entre essas duas estratégias de trabalho, há a questão funda-mental da estrutura de regulação do refúgio e os inevitáveis confrontos entre refugiados e a burocracia que os cerca. Esse tema será objeto de nossas pesquisas apenas na medida em que for relevante para os refugiados, indicando claramente que não se trata de uma proposta de etnografia das instituições, mas dos conjuntos de refugiados (muitas vezes colocados em relação pelas estruturas governamentais e não-governamentais de assistência). Interessa como produzem suas formas de ver o mundo, suas diferenças e como toda a estrutura institucional dos atores políticos entra nessa equação 'nativa'. (AU)