Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de potenciais marcadores genéticos da periodontite crônica associada ou não ao diabetes mellitus tipo 2 por meio da suscetibilidade genética e do perfil glicêmico e lipídico do paciente

Processo: 16/03753-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Raquel Mantuaneli Scarel Caminaga
Beneficiário:Raquel Mantuaneli Scarel Caminaga
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Patricia de Carvalho Mastroianni ; Silvana Regina Perez Orrico
Assunto(s):Diabetes mellitus  Dislipidemias  Genética  Polimorfismo genético  Periodontite 

Resumo

Apesar de evidências demonstrarem associação de polimorfismos em genes de citocinas com a suscetibilidade à Periodontite Crônica (PC), existem muitos genes (ex: metabolismo) que podem ter influência na etiopatogenia da PC que ainda não foram investigados. Portanto, mais estudos são necessários para identificar polimorfismos que sejam associados à Doença Periodontal (DP) para que possam ser utilizados como marcadores genéticos da DP na nossa população. Adicionalmente, foi identificado pelo presente grupo de pesquisa por meio do Transcriptoma, genes diferencialmente expressos em pacientes afetados pelo Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) e por PC, em comparação à pacientes sem DM2 com e sem PC. Cabe investigar se tais resultados podem estar associados à frequência diferente de alelos polimórficos nesses genes; ou seja, se o fenótipo patológico dos pacientes está relacionado à sua carga genética diferencial. Polimorfismos em genes que codificam enzimas costumam influenciar a o perfil metabólico do paciente, o que pode relacionar-se à sua condição periodontal. O objetivo deste projeto é investigar a suscetibilidade genética à periodontite crônica associada ou não ao Diabetes Mellitus tipo 2 e prospectar a sua possível relação com o perfil glicêmico e lipídico do paciente; buscando-se assim, marcadores genéticos da DP (potencialmente associados à comorbidades) na nossa população. Para isso, 64 polimorfismos em genes importantes na etiopatogenia das patologias citadas serão investigados simultaneamente por meio da plataforma de genotipagem OpenArray. Para facilitar a compreensão, dividimos este projeto de pesquisa em dois subprojetos: 1) Investigação da suscetibilidade genética à periodontite crônica; e 2) Investigação da suscetibilidade genética à periodontite crônica associada ao Diabetes Mellitus tipo 2. Ambos subprojetos estão em fase de recrutamento de pacientes e coleta de amostras, sendo que o primeiro conta com apoio da FAPESP (Bolsa Doutorado), e o segundo tem amostras coletadas durante o desenvolvimento do Transcriptoma (apoiado FAPESP). Portanto, o presente projeto é uma continuidade importante da nossa linha de pesquisa. Considerando o cálculo amostral, 960 pacientes serão submetidos a exame periodontal completo, além da análise bioquímica do seu perfil glicêmico e lipídico. Para o subprojeto 1 os pacientes serão divididos em: Grupo A (n=356) pacientes com PC severa ou moderada; e Grupo B (n=356) pacientes com PC leve e periodontalmente saudáveis. Para o subprojeto 2, serão investigados 248 pacientes com DM2 e PC (Grupo DM2_PC); e para comparação dos resultados, serão considerados os pacientes do subprojeto 1: Grupo A (sem DM2 com PC severa ou moderada; e Grupo B (sem DM2 com PC leve ou periodontalmente saudáveis). Além do diagnóstico médico de DM2, também serão considerando resultados recentes do perfil glicêmico e lipídico que serão oferecidos a todos os voluntários neste projeto. Se porventura algum paciente recrutado para o subprojeto 1 demonstrar suspeita de DM2 após resultados do perfil glicêmico, este será encaminhado para tratamento médico. O mesmo será feito em relação à suspeita de dislipidemia, pois todos os pacientes receberão informação dos resultados dos seus perfis glicêmico, lipídico e periodontal. Após exame periodontal completo e realização dos exames bioquímicos, será obtida saliva de cada paciente para extração do DNA. Cada polimorfismo de base única (SNP) será investigado por meio do sistema de genotipagem OpenArray. Após análise genética por meio de softwares como JINGLEFIX e HAPLOVIEW, será realizada análise de regressão logística múltipla utilizando o programa R buscando-se ajustar os resultados a variáveis como idade, gênero, tabagismo e perfil bioquímico, além da correção de Bonferroni. Espera-se, pelo detalhados dados clínicos periodontais, bioquímicos e genéticos, após robusta análise estatística, identificar marcadores genéticos da DP na nossa população. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.