Busca avançada
Ano de início
Entree

Emissão de CO2 e estoque de carbono do solo em áreas agrícolas e florestas plantadas na região do cerrado do Mato Grosso do Sul

Processo: 16/03861-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Alan Rodrigo Panosso
Beneficiário:Alan Rodrigo Panosso
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados:Débora Marcondes Bastos Pereira ; Fábio Roberto Chavarette ; Mario Luiz Teixeira de Moraes ; Newton La Scala Júnior ; Rafael Montanari
Assunto(s):Dinâmica do carbono  Estoque de carbono  Dióxido de carbono  Gases do efeito estufa  Matéria orgânica do solo  Cerrado  Estatística 

Resumo

Nas últimas décadas, as concentrações dos gases de efeito estufa (GEE) têm aumentado na atmosfera terrestre devido, principalmente, às atividades antrópicas que atuam diretamente nos ciclos biogeoquímicos naturais. Esse aumento na concentração de GEE tem causado alterações preocupantes no clima do planeta. O dióxido de carbono (CO2) representa cerca de 60% das emissões totais de GEE do planeta, sendo o carbono orgânico do solo um dos principais reservatórios terrestre para armazenamento e intercâmbio de C atmosférico. O objetivo geral deste trabalho é avaliar a variabilidade espaçotemporal da emissão de CO2 (FCO2) e o estoque de carbono do solo em áreas de floresta plantada e agrícolas no Cerrado no estado do Mato Grosso do Sul. As avaliações estão sendo conduzidas em áreas eucalipto, pinus e em mata ciliar plantada com espécies nativas. Posteriormente, novas avaliações serão conduzidas em área de mata nativa do Cerrado, integração pastagem floresta e pecuária e área de produção milho (cultivo convencional). Além da determinação de FCO2, por meio de dois sistemas dinâmicos LI-8100, serão realizadas análises de temperatura, umidade e taxa de captura de oxigênio (O2) no solo. Também serão realizadas a determinação dos atributos químicos e físicos do solo e o grau de humificação da matéria orgânica do solo. Inicialmente os resultados serão apresentados em termos da estatística descritiva. A variabilidade temporal de FCO2, temperatura, umidade e captura de O2 nas diferentes áreas estudadas, será avaliado por meio da análise de medidas repetidas no tempo utilizando modelos mistos. A variabilidade espacial das variáveis será estudada por meio de técnicas geoestatísticas (análise variográficas, interpolação por krigagem ordinária e simulação sequencial gaussiana, seguida de análise de incertezas). As relações entre as variáveis estudadas serão descritas por análises multivariadas exploratórias (análise de componentes principais, análise de fatores e análises de equações estruturais) e modelagem matemática. (AU)