Busca avançada
Ano de início
Entree

O Cráton Amazônico e o bloco rio APA na formação de paleocontinentes com base em estudos paleomagnéticos de unidades geológicas proterozóicas

Processo: 16/13689-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Manoel Souza D'Agrella Filho
Beneficiário:Manoel Souza D'Agrella Filho
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Amarildo Salina Ruiz ; Lêda Maria Barreto Fraga ; Liliane Janikian Paes de Almeida ; Nelson Joaquim Reis ; Renato Paes de Almeida ; Ricardo Ivan Ferreira da Trindade
Assunto(s):Paleomagnetismo  Paleoproterozoico  Supercontinentes 

Resumo

Neste projeto pretende-se estabelecer a evolução geodinâmica do Cráton Amazônico e do Bloco Rio Apa na formação de paleocontinentes durante o Proterozoico, utilizando polos paleomagnéticos de referência e geocronologia U-Pb em monominerais. Estes dados permitirão testar os modelos geodinâmicos propostos para estas unidades cratônicas, situando-as em reconstruções paleogeográficas globais, testando assim, as diferentes configurações dos supercontinentes proterozoicos. Os alvos escolhidos para o estudo são corpos intrusivos e extrusivos não deformados de diferentes idades, localizados em áreas-chave: (i) enxame de diques Rio Perdido (Bloco Rio Apa) de idade de 1110 Ma, localizado na região a sul de Bonito (MS); (ii) enxame de diques Huanchaca (Cráton Amazônico) de idade de 1110 Ma, localizado na Serra Ricardo Franco (MT), próximo à fronteira com a Bolívia; (iii) rochas do Complexo Anortosito-Mangerito-Granito rapakivi (AMG) Mucajaí (~1540 Ma); e (iv) rochas charnockíticas Serra Grande datadas em 1430 Ma, situadas no Estado de Roraima. Pretende-se também dar continuidade aos estudos iniciados anteriormente, nas seguintes unidades: rochas félsicas (e máficas associadas) do Grupo Iriri (1880 Ma) na região de São Felix do Xingu e diques máficos e félsicos da região de Tucumã e Rio Maria de idade de 1880 Ma, situados no Estado do Pará, corpos intrusivos e diques máficos da Suíte Guadalupe (1530 Ma), diques da região de Nova Lacerda (1360-1380 Ma) e rochas do Complexo Alcalino Planalto da Serra (630 Ma), no Estado do Mato Grosso. Eventualmente outras unidades poderão fazer parte do trabalho, a depender dos resultados obtidos e complexidades interpretativas. Estão planejados pelo menos seis trabalhos de campo para amostragem das áreas alvo, com a participação de geólogos com experiência na cartografia geológica das respectivas áreas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BISPO-SANTOS, FRANKLIN; D'AGRELLA-FILHO, MANOEL S.; PESONEN, LAURI J.; SALMINEN, JOHANNA M.; REIS, NELSON J.; SILVA, JULIA MASSUCATO. The long life of SAMBA connection in Columbia: A paleomagnetic study of the 1535 Ma Mucajai Complex, northern Amazonian Craton, Brazil. GONDWANA RESEARCH, v. 80, p. 285-302, APR 2020. Citações Web of Science: 0.
ANTONIO, PAUL Y. J.; D'AGRELLA-FILHO, MANUEL S.; TRINDADE, RICARDO I. F.; NEDELEC, ANNE; DE OLIVEIRA, DAVIS C.; DA SILVA, FERNANDO F.; ROVERATO, MATTEO; LANA, CRISTIANO. Turmoil before the boring billion: Paleomagnetism of the 1880-1860 Ma Uatuma event in the Amazonian craton. GONDWANA RESEARCH, v. 49, p. 106-129, SEP 2017. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.