Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do teor de ligante na microestrutura de materiais cimentícios: uma análise multiescala

Processo: 16/05278-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Pesquisador responsável:Vanderley Moacyr John
Beneficiário:Vanderley Moacyr John
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Bruno Luís Damineli ; Liz de Mello Zanchetta ; Marco Quattrone ; Maria Alba Cincotto
Assunto(s):Cimento (construção civil)  Impactos ambientais  Argamassa  Concreto  Ligantes  Emissão de gases  Dióxido de carbono  Modelagem em múltiplas escalas 

Resumo

Atualmente a ordem é poupar ao máximo os recursos naturais não renováveis, promovendo a redução dos impactos ambientais, tendo como meta a ecoeficiência que une economia e ecologia e leva ao desenvolvimento sustentável. Um dos impactos ambientais mais discutidos e estudados hoje em dia é o efeito estufa: a transparência da camada atmosférica vem sendo gravemente afetada pela enorme emissão de gases poluentes como o CO2, cuja parcela significativa é originada na etapa de calcinação do calcário, principal matéria-prima na produção de cimento. Em 2014, a indústria do cimento respondeu pela emissão de 2.060 MtCO2, cerca de 5,7% das emissões de CO2 mundiais.Uma das estratégias para diminuir a emissão de CO2 da indústria cimenteira é aumentar a eficiência do uso de ligantes na produção de materiais cimentícios: produzir mais concretos e argamassas com menos ligante evitando-se aumentar a produção de cimento para atender à demanda crescente. A chave para a otimização do teor de ligantes na dosagem destes materiais está no controle do empacotamento e da dispersão das partículas e no controle da utilização de finos inertes. Estas modificações nas dosagens dos materiais cimentícios, inclusive as diferentes relações água/cimento, devem gerar diferentes microestruturas que podem ainda revelar grandes surpresas no aprofundamento do conhecimento desses novos materiais.A proposta deste trabalho consiste ampliar o conhecimento dessas microestruturas, ainda inéditas, uma vez que não existem dados disponíveis na literatura sobre elas. Para isso serão elaborados diferentes materiais cimentícios com menores quantidades de ligante e as suas microestruturas serão analisadas em diferentes escalas, para que se tenha informações sobre feições macro, micro e também nanométricas. As diferentes porosidades, fissuras, distribuições e empacotamento das partículas serão analisadas e serão base para a previsão da durabilidade e do desempenho destes novos materiais. Serão utilizadas várias técnicas laboratoriais, a maioria ligada à microscopia, obtendo-se informações qualitativas e quantitativas destas novas microestruturas, podendo-se projetá-las para finalidades específicas no médio prazo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JOHN, VANDERLEY M.; DAMINELI, BRUNO L.; QUATTRONE, MARCO; PILEGGI, RAFAEL G. Fillers in cementitious materials - Experience, recent advances and future potential. CEMENT AND CONCRETE RESEARCH, v. 114, n. SI, p. 65-78, DEC 2018. Citações Web of Science: 7.
MILLER, SABBIE A.; JOHN, VANDERLEY M.; PACCA, SERGIO A.; HORVATH, ARPAD. Carbon dioxide reduction potential in the global cement industry by 2050. CEMENT AND CONCRETE RESEARCH, v. 114, n. SI, p. 115-124, DEC 2018. Citações Web of Science: 25.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.