Busca avançada
Ano de início
Entree

O metabolismo de carboidratos e a tolerância à seca em citros

Resumo

Uma estratégia eficaz para amenizar os impactos da escassez de água na citricultura é a utilização de porta-enxertos tolerantes à seca. O porta-enxerto limoeiro Cravo é capaz de alterar a sensibilidade da parte aérea da planta ao déficit hídrico, mantendo a disponibilidade de carboidratos nas plantas e o crescimento das raízes em condições desfavoráveis. Essas respostas indicam a habilidade em coordenar a relação fonte e dreno, e com isso estabelecer um equilíbrio entre síntese e consumo de carboidratos através de alterações na fotossíntese, respiração e partição de carboidratos. Nesse contexto, este estudo testará a hipótese de que o metabolismo de carboidratos é mais ativo em raízes de porta-enxertos tolerantes à seca, o que levaria ao maior crescimento desses órgãos e aumentaria a força de dreno. Como consequência, haveria aumento da importação de fotoassimilados nas raízes e estímulo da exportação de fotoassimilados nas folhas em condição de déficit hídrico. Os três porta-enxertos mais utilizados na citricultura brasileira, o citrumeleiro Swingle, a tangerineira Sunki e o limoeiro Cravo serão utilizados em dois experimentos para testar essa hipótese. Em câmaras de crescimento, as plantas de cada porta-enxerto serão divididas em dois lotes, sendo um dos lotes submetido à restrição hídrica por 18 dias e posterior reidratação. O outro lote permanecerá irrigado. Serão avaliadas as trocas gasosas, o potencial de água na folha, a biometria, o teor de carboidratos em folha, caule e raiz, a atividade das enzimas chave do metabolismo da sacarose e a determinação de ATP. No segundo experimento, as plantas receberão uma mistura gasosa contendo 13C antes da restrição hídrica, sendo avaliadas as trocas gasosas e o potencial da água na folha e quantificado o teor e a partição de 13C na planta, assim como o teor de sacarose na seiva. Os experimentos serão conduzidos em delineamento de blocos casualizados, em esquema fatorial com os fatores sendo a espécie de porta-enxerto, o regime hídrico e o tempo de avaliação. A normalidade dos dados será checada e os mesmos serão submetidos à análise de variância, com posterior comparação das médias pelo teste de Tukey (p<0,05).Palavras-chave - fonte-dreno; fotoassimilados; tolerância à seca; raiz; respiração. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIRANDA, MARCELA T.; DA SILVA, SIMONE F.; SILVEIRA, NEIDIQUELE M.; PEREIRA, LUCIANO; MACHADO, EDUARDO C.; RIBEIRO, RAFAEL V. Root Osmotic Adjustment and Stomatal Control of Leaf Gas Exchange are Dependent on Citrus Rootstocks Under Water Deficit. JOURNAL OF PLANT GROWTH REGULATION, JAN 2020. Citações Web of Science: 0.
MIRANDA, MARCELA TREVENZOLI; DA SILVA, SIMONE FERREIRA; MOURA, BARBARA BASSO; HAYASHI, ADRIANA HISSAE; MACHADO, EDUARDO CARUSO; RIBEIRO, RAFAEL VASCONCELOS. Hydraulic redistribution in Citrus rootstocks under drought. THEORETICAL AND EXPERIMENTAL PLANT PHYSIOLOGY, v. 30, n. 3, p. 165-172, SEP 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.