Busca avançada
Ano de início
Entree

Do sonho à loucura: hospitais psiquiátricos e imigração portuguesa em São Paulo (1929-1939)

Processo: 16/14182-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Ana Lúcia Lana Nemi
Beneficiário:Ana Lúcia Lana Nemi
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/14275-6 - Ensino e saúde entre o público e o privado: a experiência do complexo HSP / SPDM / EPM-UNIFESP (1956-2010), AP.JP
Assunto(s):Imigração portuguesa  Hospitais psiquiátricos  São Paulo 

Resumo

Pretende-se aqui discutir a presença portuguesa em instituições manicomiais da cidade de São Paulo entre 1929 e 1939. No início do século XX, a capital paulista recebeu milhares de imigrantes que buscavam uma vida melhor através de seu intento de "fazer a América", o crescimento urbano foi acompanhado de novas realidades para a cidade, entre elas a organização de instituições manicomiais. Em 1898 era fundado o Asilo de Alienados do Juquery, idealizado pelo médico Francisco Franco da Rocha e 31 anos depois o Sanatório Pinel por Antonio Carlos Pacheco e Silva. Através da consulta à documentação prontuarial elaborada pelas duas instituições anseia-se compreender como a doença mental, ou o diagnóstico de doença mental, atuou sobre este sonho de prosperidade social alimentado pelo imigrante. Também se buscou um outro lado desta história, o dos funcionários de origem portuguesa que atuaram no Juquery. (AU)