Busca avançada
Ano de início
Entree

Arte, erotismo, natureza e amizade: os diários de Max Martins

Resumo

O poeta brasileiro Max Martins (1926 - 2009), radicado em Belém (PA), produziu 48 diários entre 1982 e 1999, cadernos que fundem, por meio da colagem, sua criação poética à plástica, configurando um universo de apropriações de imagens verbais e não verbais que se ligam à palavra, na literatura, e aos eventos do cotidiano, nas representações plásticas. Na esteira do conteúdo dos diários em cópias facsímiladas, os capítulos desta tese abarcam as linhas de força Natureza, Amizade e Erotismo aplicando-se principalmente à análise e à interpretação das invenções plásticas resultantes dessa confluência. O estudo detido de Max Martins diarista, poeta e artista plástico revela a transfiguração de sua vida operada em seus registros dos dias, na poesia, em desenhos, pinturas e colagens. (AU)