Busca avançada
Ano de início
Entree

Tônus arterial no choque séptico: uma nova vertente para um velho problema.

Processo: 16/04921-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Alexandre Alarcon Steiner
Beneficiário:Alexandre Alarcon Steiner
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:André Fujita ; Francisco Garcia Soriano ; Thiago dos Santos Moreira
Bolsa(s) vinculada(s):18/00849-0 - Avaliação hemodinâmica em ratos não anestesiados, BP.TT
Assunto(s):Pressão sanguínea  Cardiovascular  Sepse  Choque  Inflamação 

Resumo

O choque séptico é visto como uma condição em que quedas na resistência vascular sistêmica (RVS) comprometem a pressão de perfusão tecidual. Neste projeto, resultados preliminares inesperados nos levam a questionar a aplicabilidade deste modelo à fase mais terminal do choque séptico. Levantamos a hipótese de que esta fase terminal está associada com uma mudança de perfil hemodinâmico, na qual a RVS (antes reduzida) passa a aumentar de forma brusca e descompensada. Propomos, ainda, que este aumento na RVS seja terminal por colocar o débito cardíaco (DC) em um ciclo vicioso de queda. Esta hipótese será testada em ratos empregando dois modelos de choque induzido por inflamação sistêmica: um modelo asséptico de endotoxemia e um modelo de peritonite séptica induzida por E. coli. Os experimentos iniciais terão como objetivo confirmar a reprodutibilidade do fenômeno no modelo de choque endotóxico, assim como a persistência do aumento terminal na RVS quando a expansão volêmica é empregada para favorecer um quadro hiperdinâmico. Em seguida, verificaremos a ocorrência do mesmo fenômeno no modelo de choque induzido por peritonite séptica. O teste de causalidade de Granger será empregado para averiguar se há relações entre séries temporais de RVS, DC e pressão arterial, e se estas relações são condizentes com o ciclo vicioso proposto. Em outros experimentos, investigaremos se vasodilatadores que revertem o aumento terminal na RVS são capazes de reduzir a mortalidade no modelo de choque endotóxico ou séptico. Medidas eletrofisiológicas também serão feitas com o intuito de averiguar se uma alteração no ganho dos barorreceptores poderia ser um fator deflagrador da elevação terminal na RVS. Por fim, para fortalecer o aspecto translacional da pesquisa, analisaremos de forma sistemática a possível ocorrência de elevações terminais na RVS em pacientes com choque séptico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse 
Nuevas concepciones de la inmunología pueden llevar a tratamientos personalizados contra la sepsis 
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (19 total):
Mais itensMenos itens
UOL: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Saber Atualizado: Cientistas Brasileiros propõem nova teoria relacionando febre e hipotermia (01/Fev/2020)
Espaço Ecológico no Ar: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (31/Jan/2020)
Sitios Fuente (México): Revelan por qué una cepa bacteriana es una amenaza en muchos países pero no en Brasil (31/Jan/2020)
Planeta Universitário: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Blog Jornal da Mulher: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Portal da Enfermagem: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Central das Notícias: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Brasil CT&I: Combinação de febre e hipotermia pode ajudar a combater a sepse (30/Jan/2020)
Infosalus (Espanha): Un nuevo enfoque del sistema inmune podría llevar a una terapia personalizada contra la sepsis, según un estudio (29/Jan/2020)
Medindia (Índia): New Approach to Treat Sepsis Discovered (28/Jan/2020)
Bajaprogofficial.com: Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (26/Jan/2020)
News Medical (Austrália): Combination of two immune defense strategies could afford alternative approach to treating sepsis (23/Jan/2020)
Medical Xpress (Reino Unido): Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (23/Jan/2020)
Science Codex: Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (23/Jan/2020)
Scienmag Science Magazine (Reino Unido): Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (23/Jan/2020)
Healthcare: Novel Approach to Immune System Could Lead to Personalized Therapy Against Sepsis (23/Jan/2020)
My Pharmacy News: Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (23/Jan/2020)
Hekim.pro Professional Doctors (Azerbaijão): Novel approach to immune system could lead to personalized therapy against sepsis (23/Jan/2020)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KOMEGAE, EVILIN N.; FONSECA, MONIQUE T.; CRUZ-MACHADO, SANSERAY DA SILVEIRA; TURATO, WALTER M.; FILGUEIRAS, LUCIANO R.; MARKUS, REGINA P.; STEINER, ALEXANDRE A. Site-Specific Reprogramming of Macrophage Responsiveness to Bacterial Lipopolysaccharide in Obesity. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 10, JUN 28 2019. Citações Web of Science: 0.
BARROS, MICHELE S.; LARA, PRISCILA G.; FONSECA, MONIQUE T.; MORETTI, EDUARDO H.; FILGUEIRAS, LUCIANO R.; MARTINS, JOILSON O.; CAPURRO, MARGARETH L.; STEINER, ALEXANDRE A.; SA-NUNES, ANDERSON. Aedes aegypti saliva impairs M1-associated proinflammatory phenotype without promoting or affecting M2 polarization of murine macrophages. PARASITES & VECTORS, v. 12, MAY 16 2019. Citações Web of Science: 1.
FLATOW, ELIZABETH A.; KOMEGAE, EVILIN N.; FONSECA, MONIQUE T.; BRITO, CAMILA F.; MUSTEATA, FLORIN M.; ANTUNES-RODRIGUES, JOSE; STEINER, ALEXANDRE A. Elucidating the role of leptin in systemic inflammation: a study targeting physiological leptin levels in rats and their macrophages. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-REGULATORY INTEGRATIVE AND COMPARATIVE PHYSIOLOGY, v. 313, n. 5, p. R572-R582, NOV 2017. Citações Web of Science: 5.
STEINER, ALEXANDRE A.; FLATOW, ELIZABETH A.; BRITO, CAMILA F.; FONSECA, MONIQUE T.; KOMEGAE, EVILIN N. Respiratory gas exchange as a new aid to monitor acidosis in endotoxemic rats: relationship to metabolic fuel substrates and thermometabolic responses. PHYSIOLOGICAL REPORTS, v. 5, n. 1 JAN 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.