Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da efetividade de critérios morfológicos, demográficos, endoscópicos e moleculares na distinção das lesões serrilhadas do cólon e reto

Processo: 16/08200-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Renata de Almeida Coudry
Beneficiário:Renata de Almeida Coudry
Instituição-sede: Hospital Sírio-Libanês. Sociedade Beneficente de Senhoras (SBSHSL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lesões pré-cancerosas  Pólipos adenomatosos  Transformação celular neoplásica  Neoplasias colorretais  Técnicas de diagnóstico molecular 

Resumo

O câncer colorretal (CCR) é uma das neoplasias malignas mais comuns em países industrializados e importante causa de morte por câncer no mundo. Recentemente, uma nova via tem sido demonstrada como importante na evolução do CCR, a chamada via serrilhada. Esta via é caracterizada pela presença de hipermetilação de sequências CpGs em região promotora de certos genes, chamada de fenótipo metilador (CIMP). Na maioria dos estudos observa-se uma relação entre a presença de CIMP nos tumores e certos aspectos clinicopatológicos, entre eles, idade avançada, fumantes, maior acometimento de mulheres, localização no lado direito do cólon, instabilidade de microssatélites (MSI), mutação do gene BRAF e ausência de mutação no gene TP53, sendo este último aspecto extremamente comum na via adenoma-carcinoma. Além disso, diferentemente da sequencia adenoma-carcinoma, onde o adenoma é a lesão precursora, na via serrilhada, a lesão precursora apresenta aspecto serrilhado e até muito recentemente era interpretada como pólipo hiperplásico sem nenhuma possibilidade de transformação. Considerando a implicação recente das lesões serrilhadas no desenvolvimento do câncer colorretal, se torna imperativo uma identificação confiável entre os tipos de lesões. Além disso, a possibilidade da utilização de um diagnóstico molecular pode contribuir para diferenciar as lesões serrilhadas e decifrar sua progressão. Assim, este estudo tem como finalidade uma avaliação de reprodutibilidade entre patologistas gastrointestinais no diagnóstico das lesões serrilhadas utilizando-se de critérios morfológicos estabelecidos e uma caracterização molecular destes pólipos. (AU)