Busca avançada
Ano de início
Entree

Micologia marinha e Antártica: diversidade e aplicação ambiental

Processo: 16/07957-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lara Durães Sette
Beneficiário:Lara Durães Sette
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Adalberto Pessoa Junior ; André Rodrigues ; Daniela Barretto Barbosa Trivella ; Fábio Márcio Squina ; Marta Hiromi Taniwaki ; Mauricio Bacci Junior ; Milene Ferro
Bolsa(s) vinculada(s):18/17216-0 - Organização e informatização da coleção de fungos marinhos da costa brasileira e marinhos e terrestres da Antártica do acervo da CRM-UNESP, BP.TT
18/03372-0 - Organização, informatização e curadoria da coleção de fungos marinhos da costa brasileira e marinhos e terrestres da Antártica do acervo da CRM-UNESP depositados no laboratório de micologia ambiental e Industrial-LAMAI, BP.TT
17/00722-7 - Organização e informatização da coleção de fungos marinhos da costa brasileira e marinhos e terrestres da Antártica do acervo da CRM-UNESP, BP.TT
Assunto(s):Micologia  Fungos aquáticos  Antártica  Biotecnologia  Biologia marinha 

Resumo

Ambientes extremos como os ecossistemas Antárticos (marinhos e terrestres) e marinhos tropicais são reservatórios de diversidade microbiana. Entretanto, pouco se conhece sobre a diversidade e os recursos genéticos microbianos que habitam esses ambientes. Comunidades microbianas em ambientes marinhos são ecologicamente relevantes e desempenham um papel importante na ciclagem de nutrientes. A adaptabilidade dos fungos às condições oceânicas pode ser considerada um ponto de interesse no campo da biotecnologia marinha. As condições do mar (e.g. salinidade, pressão, temperatura e luz) contribuem para as diferenças entre as biomoléculas produzidas por esses micro-organismos e pelos seus parceiros terrestres. Neste contexto, o foco principal do presente projeto será: i) ampliar o conhecimento da diversidade de fungos marinhos da costa brasileira e marinhos e terrestres da Antártica por meio de métodos dependentes e independentes de cultivo. Os isolados serão identificados utilizando abordagem polifásica, incluindo técnicas convencionais e moleculares e técnicas mais recentes aplicadas à taxonomia microbiana (quimiodiversidade e proteômica); e ii) dar continuidade aos estudos de projetos anteriores (fomentados pela Fapesp) relacionados à exploração, caraterização e aplicação de enzimas de interesse ambiental produzidas por fungos de regiões tropical (Brasil) e polar (Antártica). Pretendemos também estudar as diferenças (parâmetros cinéticos e estruturais) entre as enzimas marinhas e terrestres e entre enzimas de regiões tropicais e polares. A condução do presente projeto pode resultar na geração de conhecimento sobre os fungos que habitam o ambiente marinho tropical e marinho e terrestre polar, bem como na descrição de novas espécies de fungos, estreitando os laços entre o nosso grupo de pesquisa e especialistas internacionais que trabalham na área da taxonomia/ecologia de fungos. Em adição, pretendemos avançar nos estudos relacionados com a aplicação desses recursos genéticos (e suas enzimas) frente à destoxificação, degradação e/ou descoloração de poluentes ambientais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Fungos antárticos têm eficiência contra o cancro cítrico 

Publicações científicas (8)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VASCONCELOS, MARIA R. S.; VIEIRA, GABRIELA A. L.; OTERO, IGOR V. R.; BONUGLI-SANTOS, RAFAELLA C.; RODRIGUES, MARILI V. N.; REHDER, VERA L. G.; FERRO, MILENE; BOAVENTURA, SINESIO; BACCI, JR., MAURICIO; SETTE, LARA D. Pyrene degradation by marine-derived ascomycete: process optimization, toxicity, and metabolic analyses. Environmental Science and Pollution Research, v. 26, n. 12, SI, p. 12412-12424, APR 2019. Citações Web of Science: 0.
WENTZEL, LIA COSTA PINTO; INFORSATO, FABIO JOSE; MONTOYA, QUIMI VIDAURRE; ROSSIN, BRUNA GOMES; NASCIMENTO, NADIA REGINA; RODRIGUES, ANDRE; SETTE, LARA DURAES. Fungi from Admiralty Bay (King George Island, Antarctica) Soils and Marine Sediments. MICROBIAL ECOLOGY, v. 77, n. 1, p. 12-24, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.
FERNANDES DUARTE, ALYSSON WAGNER; BARATO, MARIANA BLANCO; NOBRE, FERNANDO SUZIGAN; POLEZEL, DANILO AUGUSTO; DE OLIVEIRA, TASSIO BRITO; DOS SANTOS, JULIANA APARECIDA; RODRIGUES, ANDRE; SETTE, LARA DURAES. Production of cold-adapted enzymes by filamentous fungi from King George Island, Antarctica. POLAR BIOLOGY, v. 41, n. 12, p. 2511-2521, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.
VIEIRA, GABRIELA A. L.; MAGRINI, MARIANA JUVENTINA; BONUGLI-SANTOS, RAFAELLA C.; RODRIGUES, MARILI V. N.; SETTE, LARA D. Polycyclic aromatic hydrocarbons degradation by marine-derived basidiomycetes: optimization of the degradation process. Brazilian Journal of Microbiology, v. 49, n. 4, p. 749-756, OCT-DEC 2018. Citações Web of Science: 1.
VIEIRA, G.; PURIC, J.; MORAO, L. G.; DOS SANTOS, J. A.; INFORSATO, F. J.; SETTE, L. D.; FERREIRA, H.; SASS, D. C. Terrestrial and marine Antarctic fungi extracts active against Xanthomonas citri subsp citri. Letters in Applied Microbiology, v. 67, n. 1, p. 64-71, JUL 2018. Citações Web of Science: 1.
PURIC, J.; VIEIRA, G.; CAVALCA, L. B.; SETTE, L. D.; FERREIRA, H.; VIEIRA, M. L. C.; SASS, D. C. Activity of Antarctic fungi extracts against phytopathogenic bacteria. Letters in Applied Microbiology, v. 66, n. 6, p. 530-536, JUN 2018. Citações Web of Science: 1.
MAINARDI, PEDRO H.; FEITOSA, VALKER A.; BRENELLI DE PAIVA, LIVIA B.; BONUGLI-SANTOS, RAFAELLA C.; SQUINA, FABIO M.; PESSOA, JR., ADALBERTO; SETTE, LARA D. Laccase production in bioreactor scale under saline condition by the marine-derived basidiomycete Peniophora sp CBMAI 1063. FUNGAL BIOLOGY, v. 122, n. 5, p. 302-309, MAY 2018. Citações Web of Science: 2.
RAMOS OTERO, IGOR VINICIUS; FERRO, MILENE; BACCI, JR., MAURICIO; FERREIRA, HENRIQUE; SETTE, LARA DURAES. De novo transcriptome assembly: a new laccase multigene family from the marine-derived basidiomycete Peniophora sp CBMAI 1063. AMB EXPRESS, v. 7, DEC 20 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.