Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento resistido sobre o sono, o ciclo sono-vigília e o músculo esquelético de idosos sarcopênicos

Processo: 16/00521-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Vânia D'Almeida
Beneficiário:Vânia D'Almeida
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Educação física  Sarcopenia  Sono 

Resumo

Dados epidemiológicos apontam que nas próximas décadas haverá um aumento na quantidade de pessoas idosas, neste sentido, sabe-se que cerca de 10% dos idosos serão acometidos pela sarcopenia, uma síndrome multifatorial que leva à perda generalizada de massa e força muscular, levando à diminuição da qualidade de vida, ao aumento da fragilidade, morbidade e mortalidade. Paralelamente ao envelhecimento, é bem descrito na literatura que pessoas idosas apresentam adiantamento de fase, o que promove alteração no ciclo sono-vigília, e também redução do tempo e qualidade do sono. Apesar da sarcopenia possui uma característica multifatorial pouca atenção é dada para uma possível a mudança no ritmo sono-vigília e dos padrões de sono de idosos sarcopênicos em níveis mais elevados do que em idosos não sarcopênicos. Curiosamente o treinamento resistido vem sendo frequentemente utilizado como uma forma de intervenção tanto para o tratamento da sarcopenia quanto para regular o ritmo sono-vigília e melhorar os parâmetros de sono. Neste sentido, 3 questões nos intrigam, as quais responde-las se tornam os objetivos do presente projeto:1) idosos sarcopênicos possuem maiores alterações no padrão de sono e no ritmo sono-vigília do que idosos não-sarcopênicos; 2) idosos sarcopênicos que possuem maiores prejuízos nesses parâmetros apresentam maiores comprometimentos do tecido muscular esquelético e; 3) A melhora da saúde do tecido muscular pelo do treinamento resistido durante o tratamento da sarcopenia também está relacionado com a melhora desses aspectos psicobiológicos? Afim de responder essas perguntas, realizaremos um estudo prospectivo, controlado e unicêntrico utilizando idosos com saúde controlada ou sarcopênicos a partir de 2 experimentos. O experimento 1 tem como objetivo, responder as duas primeiras perguntas descritas acima. Para tanto, os voluntários serão distribuídos em 2 grupos: Grupo de idosos não sarcopênicos (INS) e Grupo de idosos sarcopênicos (IS); e o experimento 2 tem o objetivo de responder a terceira pergunta. Sendo assim, os voluntários sarcopênicos recrutados para o experimento 1 serão distribuídos em outros 2 grupos: Grupo controle (GC) que receberá palestras sobre mudança de estilo de vida semanalmente e Grupo Treinamento Resistido (GTR), que iniciará o protocolo de treinamento por 12 semanas imediatamente após o experimento 1. O grupo GRT será submetido ao treinamento resistido à 75% de 1 RM e o GC participará de palestras sobre melhora do estilo de vida semanalmente. Todos os voluntários serão avaliados quanto aos parâmetros objetivos e subjetivos de sono, avaliação no ritmo sono-vigília, além de monitoramento dos níveis de substancias endócrinas anabólicas e catabólicas, perfil inflamatório, composição corporal, desempenho físico e muscular e qualidade de vida antes, durante e após o período experimental. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.